Ilson Pimenta Osório, de 51 anos, morreu ao ser atropelado por uma motocicleta na rotatória da Avenida Capibaribe com a Rua Murilo Rolim Junior na noite de quinta-feira (8) no Jardim Petrópolis em .

Imagens de um condomínio em frente a rotatória mostram o momento em que Ilson, que estava com um passageiro na garupa entra na rotatória, sentido sul-norte e segue sentido Avenida Capibaribe, quando o outro motociclista vinha pela via lateral e não parou ou reduziu próximo a rotatória.

Para evitar uma colisão, Ilson freou bruscamente o veículo e caiu, momento em que foi atropelado pela outra motocicleta.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e tentado a reanimação por cerca de 50 minutos, mas Ilson acabou morrendo.

Foi realizado o teste do bafômetro no motociclista que provocou o acidente, o qual deu negativo para embriaguez.

Sinalização

Moradores da região pedem mais sinalização no local, já que os motoristas não respeitam a rotatória. O motoentregador Jaime Fonseca, 50 anos, disse que passa ao menos 20 vezes pelo local e o maior problema é o tamanho da rotatória. “É muito pequena, então quem vem dali não tem a rotatória como obstáculo, é apenas uma curva. Tinha que aumentar a rotatória, ou colocar um quebra-molas ou até mesmo um semáforo”, explicou.

O autônomo Antônio Carlos Vitor, de 66 anos, mora há 3 no bairro e reclama que frequentemente acontecem acidentes no mesmo local. “Eles não respeitam a rotatória e ainda passam em alta velocidade. São poucos que param. Tem semana que tem até 3 acidentes. Um semáforo talvez resolveria”, disse.

O caso foi registrado como lesão corporal culposa e homicídio culposo na direção de veículo automotor.