Ex-secretária de educação, Leocádia morre atropelada em Campo Grande

Leocádia chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu
| 21/02/2022
- 10:59
Ex-secretária de educação, Leocádia morre atropelada em Campo Grande
(Reprodução)

Morreu nesse domingo (20), em Campo Grande, a ex-secretária de educação de 73 anos, Leocádia Aglaé Petri Leme. Ela foi atropelada por um motociclista, quando atravessava a rua, na região central da cidade.

O acidente segundo informações aconteceu por volta das 17 horas desse domingo (20), quando Leocádia atravessava a rua 25 de dezembro e o motociclista seguia pela via, com uma mulher na garupa. Segundo o homem, ele tentou desviar e buzinou, mas não conseguiu evitar o acidente já que Leocádia teria ido desviado para o mesmo sentido que a motocicleta, segundo o rapaz.

A ex-secretária ainda foi socorrida pelo e encaminhada para a Santa Casa em estado gravíssimo, mas não resistiu após sofrer um traumatismo craniano e morrer. Foi feito teste do bafômetro, e o rapaz não estava bêbado, mas  ele não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Ele foi encaminhado para a delegacia, sendo ouvido e liberado.

Leocádia foi secretária de educação estadual entre 1991 a 1994, durante o governo de Pedro Pedrossian, ela também foi a primeira reitora eleita da UEMS (Universidade Estadual de ) e uma das fundadoras do PDT (Partido Democrático Trabalhista). A professora também foi secretária-sxecutiva do Conselho Nacional dos Secretários de Estado de Educação (CONSED); vice-presidente do CONSED; membro da Comissão de Implantação da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul; consultora da Fundação Roberto Marinho; reitora do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande; diretora Regional da Anhanguera Educacional para os estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, e atuava desde maio de 2012 como reitora da Universidade Anhanguera-Uniderp.

Veja também

Últimas notícias