'Destruída por dentro', diz mãe de morta em acidente com caminhão boiadeiro em Campo Grande

Mãe de motociclista disse que ficou procurando a filha por 24 horas e só depois soube do acidente
| 20/05/2022
- 07:36
'Destruída por dentro', diz mãe de morta em acidente com caminhão boiadeiro em Campo Grande
(Leonardo França, Midiamax)

“Estou destruída por dentro, não consigo nem mais chorar”, disse a mãe de Valérika dos Santos Matias, de 31 anos, que morreu na madrugada desta sexta-feira (20), após ficar oito dias internada na Santa Casa, após um acidente com um caminhão boiadeiro, em Campo Grande.

A mãe de Valérika contou ao Jornal Midiamax que foi saber do acidente quase 24 horas depois, já que no dia a filha teria saído por volta das 18h40 de casa dizendo que iria visitar uma amiga na região do Bairro Coophavila, não retornando para casa. “Ficamos procurando ela na sexta-feira toda, e só no fim do dia soubemos do acidente”, afirmou a dona de casa.

A dona de casa disse que ficou muito preocupada com o sumiço da filha, e que uma amiga de Valérika viu a matéria no Midiamax e avisou, a família, já que a vítima poderia ser a Valérika, o que acabou se confirmando com a ida ao hospital. 

“A gente nunca pensa que um vai morrer antes da gente”, disse a mulher que parece não acreditar na da filha. “Chorei muito quando fui ver ela porque percebi que não estava mais entre nós”, falou a dona de casa. Valérika deixou duas filhas de 9 e 5 anos.

O acidente

Valérika ficou em estado gravíssimo no acidente entre moto e caminhão boiadeiro na noite de quinta-feira (12), na altura do km-361, do macroanel entre a saída de Terenos e Sidrolândia, em Campo Grande.

O caminhoneiro, de 30 anos, transitava na rodovia sentido a Terenos e, a motociclista, seguia em uma moto Honda Biz na pista contrária. 

O motorista disse à reportagem que a motociclista invadiu a sua pista. "Eu ainda tentei tirar (à esquerda)". Mesmo com a tentativa do motorista, ela colidiu contra a carreta.

Com a chegada dos bombeiros, a mulher então foi levada para atendimento, com suspeita de múltiplas fraturas, à Santa Casa. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) também foi acionada.

Veja também

Ela estava na motocicleta com o marido no momento do acidente

Últimas notícias