Em pouco mais de um mês, acidentes na Júlio de Castilho matam duas pessoas

Locais onde os acidentes aconteceram ficam a poucos metros de distância
| 17/04/2022
- 09:30
Acidente Julio de Castilho4_MIDIAMAX
Carro era ocupado por 7 pessoas (Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Acidente Julio de Castilho4_MIDIAMAX

Em apenas 34 dias, a avenida Júlio de Castilho, em Campo Grande, foi palco de dois graves acidentes que terminaram com mortes. Nos dois casos, os colidiram contra um postes de iluminação pública. Os locais onde os acidentes aconteceram ficam a poucos metros de distância, na região do cruzamento com a rua Yokoama.

Na madrugada de 14 de março, Wellington Willian dos Santos Santana, de 31 anos, morreu em um no local. O garupa da moto foi socorrido e encaminhado para a Santa Casa. O motociclista seguia pela avenida e acabou batendo a roda da motocicleta na guia da calçada, com isso, perdeu o controle e bateu contra um poste de iluminação.

Wellington sofreu traumatismo craniano e morreu no local. O garupa que estava com ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado para a Santa Casa.

Acidente Julio de Castilho MIDIAMAX - Em pouco mais de um mês, acidentes na Júlio de Castilho matam duas pessoas
Local onde aconteceu o acidente: Júlio de Castilho, próximo à rua Flamengo. (Foto: Divulgação/Via WhatsApp).

Já no último sábado (16), um carro de passeio também colidiu contra um poste de iluminação pública na Júlio de Castilho. Neste caso, o excesso de velocidade e a prática de ‘racha’ são apontados como causa do acidente. 

O acidente vitimou a jovem Roberta da Costa Coelho, de 25 anos, que estava em um veículo Ford Ka com mais seis pessoas. O motorista estaria tirando um ‘racha’, quando subiu na calçada e atingiu um poste a mais de 100 km/h.

O condutor do Ford Ka, um homem de 36 anos, está em coma e foi autuado em flagrante. Ele vai responder por homicídio doloso, pela morte de Roberta, conforme informações da Polícia Civil. O motorista responde por dolo eventual, já que assumiu o risco de causar uma morte. 

O motorista do outro veículo envolvido na disputa não autorizada, um Gol de modelo antigo, quadrado, foi identificado e são feitas buscas. Ele deve prestar esclarecimentos e também poderá responder pelo crime.

Acidente Julio de Castilho MIDIAMAX2 - Em pouco mais de um mês, acidentes na Júlio de Castilho matam duas pessoas
Local onde aconteceu o acidente: Júlio de Castilho, próximo à rua Antônio Damião. (Foto: Divulgação/Via WhatsApp).

Agosto de 2021

Na mesma região na madrugada de 1º de agosto de 2021, o motociclista Vanderson Souza Silva, de 46 anos, morreu após colidir contra o veículo que pilotava contra outra motocicleta - que seguia no mesmo sentido.

Segundo relato de um dos envolvidos, um homem, de 36 anos, que pilotava uma Honda CG Fan e tinha a namorada, de 32 anos, na garupa, os dois estavam parados no sinal vermelho no cruzamento da Júlio de Castilho com a rua Yokohama quando foram atingidos na traseira pela outra motocicleta.

Com o impacto da colisão, o piloto da Factor Yamaha perdeu o controle e só parou mais à frente. Ele estava sozinho e ainda teria batido forte com a cabeça no guidão. O Corpo de Bombeiros foi acionado e atendeu o rapaz, que não resistiu e morreu no local.

Acidente Julio de Castilho MIDIAMAX3 - Em pouco mais de um mês, acidentes na Júlio de Castilho matam duas pessoas
Acidente aconteceu no cruzamento da Júlio de Castilho com a rua Yokohama(Foto: Divulgação/Via WhatsApp).

Veja também

Últimas notícias