Premonição? Antes de acidente que matou 11 pessoas de MS, motorista disse que seria a 'última viagem'

Ele disse para a esposa e o irmão que não faria mais viagens
| 01/04/2022
- 16:50
Premonição? Antes de acidente que matou 11 pessoas de MS, motorista disse que seria a 'última viagem'
Ônibus capotou após cair na ribanceira (Divulgação)

Adilson Dias, de 52 anos, motorista do ônibus que sofreu um trágico acidente na madrugada de quinta-feira (31) no Paraná, teria dito para a e o irmão que esta seria a última viagem. Morador em Três Lagoas, a 323 quilômetros de Campo Grande, Adilson foi uma das 11 vítimas fatais do acidente.

Para a emissora de televisão local, TVC, a viúva de Adilson contou que o marido teria dito que seria a última viagem. “Essa viagem ele falou que era a última que ele ia fazer”, contou. Segundo ela, o marido dirigia na cidade, mas quando a empresa precisava, ele acabava fazendo as viagens dirigindo o ônibus.

adilson - Premonição? Antes de acidente que matou 11 pessoas de MS, motorista disse que seria a 'última viagem'
Adilson faleceu no acidente (Arquivo Pessoal)

“Ele não gostava de ficar fora de casa e falou que era a última”, lamentou. O irmão de Adilson também relatou a mesma fala. “Éramos muito amigos, irmãos e companheiros. No dia da viagem falei para ele não fazer e ele pegou na minha mão e disse que ia ser a última viagem, que depois não viajaria mais”, disse.

O motorista saiu de Três Lagoas com os trabalhadores às 13 horas. Às 18 horas ainda falou com a esposa e disse que estava quase chegando no destino, mas acabo sofrendo o acidente em Sapopema (PR). O ônibus caiu em uma ribanceira e capotou várias vezes, vitimando 11 trabalhadores e deixando outros 20 feridos.

Viagem irregular

Segundo nota enviada pela (Agência Nacional de Transportes Terrestres), o ônibus não estava habilitado para o transporte regular. “A Agência lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com os familiares das vítimas. O veículo LPB7J63 não está habilitado para transporte regular e consta como inativo para fretamento na frota de Transportes Labor Ltda. O veículo, portanto, não estava regularizado junto à ANTT e não tinha autorização para transporte interestadual de trabalhadores”, diz a nota na íntegra.

Inicialmente, foram identificadas as vítimas fatais: Adilson Dias, de 52 anos, que era morador em Três Lagoas e dirigia o ônibus, além de Altemiro Gomes, Carlos Ricardo Gonçalves dos Santos, Edson Moreira, José Humberto da Silva, Josimar Soares do Nascimento, Jonathan Wellington Guimarães Souza, Luiz João dos Santos, Roberval da Rocha Silva e Sidney Rosa Pedroso, que era morador em Corumbá.

Veja também

Motociclista estava indo para o frigorífico em Rochedo onde trabalhava

Últimas notícias