Polícia / Trânsito

Motorista que bateu em árvore na Três Barras mentiu e mulher que estava no volante fugiu

Um policial civil teria tentado segurar a motorista para que ela não fugisse, mas foi cercado por dois rapazes

Thatiana Melo Publicado em 03/06/2021, às 11h56

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

O rapaz de 23 anos que se apresentou como motorista do veículo Renault Sandero que acabou batendo em uma árvore na manhã desta quinta-feira (3), na Avenida Três Barras em Campo Grande teria mentido, segundo um policial civil de 44 anos que registrou um boletim de ocorrência após ser ameaçado no local do acidente.

Segundo o policial, ele estava em sua casa quando ouviu um barulho forte por volta das 6h30 da manhã desta quinta (3), quando saiu para ver o que havia acontecido se deparou com o carro já batido contra a árvore e cinco pessoas no veículo, sendo que quem conduzia o carro era uma mulher.

Ela confessou para o policial que foi tentar ajudar os ocupantes que havia ingerido bebidas alcóolicas. Durante a conversa, a motorista se mostrou nervosa e tentou fugir do local, mas o policial tentou segurá-la pelo braço até a chegada da PM mostrando a sua carteira funcional.

Neste momento, ele foi cercado por dois homens que estavam no carro e passaram a dizer “vai prender ladrão, covarde, filha da p*”. O policial, então, sacou a sua arma, mas os homens continuaram avançando contra ele. Com isso, a mulher conseguiu fugir do local do acidente. Ao entrar em sua casa e voltar minutos depois, o policial flagrou o rapaz dizendo para a PM que ele estava na direção do carro.

No local do acidente, as informações repassadas para o Jornal Midiamax foram de que o rapaz que conduzia um Renault Sandero, que era de uma amiga, acabou em uma curva na Avenida Três Barras perdendo o controle e batendo em uma lixeira e depois em uma árvore. O rapaz disse que teria feito a curva muito fechada o que ocasionou o acidente. Todos estavam voltando de uma festa de aniversário.

Jornal Midiamax