Polícia / Trânsito

Amigo é levado para delegacia e confessa envolvimento em acidente de jovem encontrado morto

Acidente ocorreu no sábado e motociclista estava junto a vítima quando decidiram ir a uma festa

Danielle Errobidarte Publicado em 28/07/2021, às 18h32

Motocicleta foi apreendida.
Motocicleta foi apreendida. - (Foto: Divulgação)

Prestou esclarecimentos na Polícia Civil nesta quarta-feira (28) o motociclista suspeito de envolvimento no acidente que vitimou Jean de Oliveira da Silva, de 29 anos,no último sábado (24), em Três Lagoas, distante 323 km da Capital. Ele confessou ter bebido junto ao amigo, quando decidiram pilotar suas motocicletas embriagados, momento em que o acidente ocorreu. Com medo de ser preso, o jovem alegou ter fugido do local, mas a polícia encontrou pedaços de sua motocicleta espalhados pela via.

Conforme já noticiado, Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados para atender a um acidente na Avenida Jamil Jorge Salomão, para atender a um motociclista que estava caído ao solo. Ao chegarem no local, a vítima já estava em óbito e a moto danificada. Já no início das investigações, os policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Três Lagoas desconfiaram de uma segunda pessoa envolvida, uma vez que no local ficaram peças de uma segunda moto.

Um jovem, de 24 anos, confessou ter saído do local do acidente, e relatou que Jean era seu amigo. Ele explicou que, na noite do acidente, os dois ingeriram bebidas alcoólicas e resolveram ir a uma festa, realizada em um rancho às margens do Rio Sucuriu. No caminho, Jean, que vinha atrás do suspeito, teria colidido na traseira de sua moto, momento em que ambos foram ao solo.

Ele explicou que chegou a ficar desacordado por alguns minutos e, ao retornar, um motorista que passava pelo local acionou o socorro. Como estava embriagado, mesmo com sua motocicleta danificada, preferiu sair do local.

Segundo o delegado Ailton Pereira de Freitas, o suspeito prestou depoimento e foi instaurado inquérito policial, uma vez que a Polícia Civil afirma existir indícios de homicídio culposo na direção de veículo automotor, embriaguez ao volante e fuga de local de acidente.

Jornal Midiamax