Polícia / Trânsito

Motociclista morto em acidente na Cafezais teria perseguido motorista

O motorista de 31 anos que se envolveu em um acidente, que acabou na morte de Rafael Escobar da Silva, 22 anos, na noite de terça-feira (30), se apresentou à polícia, nesta sexta-feira (2) e disse que não teria atropelado a vítima, e que na realidade foi perseguido. De acordo com o delegado Ricardo Meirelles, […]

Thatiana Melo Publicado em 02/08/2019, às 10h57 - Atualizado às 11h24

(Marcos Ermínio, Midiamax)
(Marcos Ermínio, Midiamax) - (Marcos Ermínio, Midiamax)

O motorista de 31 anos que se envolveu em um acidente, que acabou na morte de Rafael Escobar da Silva, 22 anos, na noite de terça-feira (30), se apresentou à polícia, nesta sexta-feira (2) e disse que não teria atropelado a vítima, e que na realidade foi perseguido.

De acordo com o delegado Ricardo Meirelles, o homem contou em depoimento que tem uma conveniência e que na noite do acidente havia saído para buscar mais bebidas para seu estabelecimento, quando na rua dos Cafezais um motociclista fez uma ultrapassagem diminuindo a velocidade na sua frente, sendo que em seguida o Rafael que estava em outra moto fez o mesmo.

Ele, então, teria dado sinal de luz querendo passar, mas os motociclistas não saíram da frente, foi neste momento que tentou fazer uma ultrapassagem e Rafael passou a persegui-lo. Nisso, a vítima teria tentado chutar o retrovisor do carro perdendo o controle e se chocando contra o muro.

Meirelles falou que a versão contada pelo motorista condiz com a cena do crime, mas que outras pessoas serão ouvidas para mais esclarecimentos.

Motociclista morto em acidente na Cafezais teria perseguido motorista

Jornal Midiamax