Polícia / Trânsito

Motorista perde controle e caminhão invade igreja em Campo Grande

Um motorista de 24 anos perdeu o controle da direção do caminhão que dirigia e invadiu uma igreja na Avenida Mascarenhas de Morais, na região do bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, na noite desta segunda-feira (03). O veículo parou na sala onde são realizados os cultos. Mas, por sorte, o lugar estava vazio e […]

Diego Alves Publicado em 03/09/2018, às 22h17 - Atualizado em 04/09/2018, às 14h40

None

Um motorista de 24 anos perdeu o controle da direção do caminhão que dirigia e invadiu uma igreja na Avenida Mascarenhas de Morais, na região do bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, na noite desta segunda-feira (03). O veículo parou na sala onde são realizados os cultos. Mas, por sorte, o lugar estava vazio e ninguém ficou ferido.

No momento do acidente, apensas cinco pessoas estavam aos fundos da igreja e levaram um grande susto com o barulho da colisão.
Motorista perde controle e caminhão invade igreja em Campo Grande

O caminhão invadiu a calçada, quebrou a porta de rolamento, parte da parede e entrou dentro da Igreja Sara Nossa Terra, localizada na Avenida Mascarenhas de Morais, cruzamento com a Avenida Presidente Castelo Branco, região do Bairro Coronel Antonino, em Campo Grande.

No momento do acidente deveria ocorrer uma aula de canto com aproximadamente 10 crianças no exato local onde o caminhão parou. “Ele freou no semáforo e a cabine foi para frente. Dali ele já perdeu o controle do caminhão que invadiu a igreja”, disse o representante comercial Giovani Martins, 38.

Essa inclinação, a de bascular a cabine, serve para acessar o motor do veículo. O dono do caminhão, o arquiteto Rodrigo Vieira, 32, disse que o caminhão havia acabado de sair da revisão. “Foi feita a revisão, nós abastecemos, engraxamos e ele estava indo embora para casa”, disse.

Rodrigo também acredita que a cabine possa ter inclinado para frente, modo em que a cabine ficou após a colisão, com a porta de correr por cima. Rodrigo também conta que no local onde foi feita a revisão, a cabine foi checada. “Verificaram as duas travas, estava tudo ok”, conta. Ele acredita que o veículo que custa aproximadamente R$ 50 mil, ficou com aproximadamente 50% destruída.

A secretária da igreja, Evelyn Cristina Liberalino, 28, lembra que professora cancelou a aula de canto nesta segunda. “Era para estar ocorrendo a aula de canto, no momento do acidente”, disse. A BPtran (Batalhão de Trânsito) foi acionada.

Jornal Midiamax