Polícia / Trânsito

Motociclista morre ao bater em ônibus e ser jogado a mais de 15 metros

O jovem deixa uma filha de 1 ano

Renata Portela Publicado em 07/04/2016, às 12h21

None
img-20160407-wa0021.jpg

O jovem deixa uma filha de 1 ano

Na manhã desta quinta-feira (7), Sebastião Luciano Rondon dos Santos, de 19 anos, morreu em acidente de trânsito no cruzamento da Rua Indira Gandhi com a Rua Madre Cristina, no Loteamento Tarcila do Amaral, região norte de Campo Grande. Ele pilotava uma motocicleta quando colidiu em um ônibus.

De acordo com o delegado Alexandre Evangelista, da 2ª Delegacia de Polícia Civil da Capital, responsável pela região norte, o servente seguia para o serviço em uma Titan prata, placas HST-1754 de Campo Grande (MS), quando colidiu no ônibus NRZ-1978 que seguia do bairro para o terminal. Conforme a polícia, Sebastião seguia pela Madre Cristina e teria invadido a preferencial, sendo colhido pelo ônibus, que estava na Indira Gandhi.

Equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local, mas o jovem não resistiu aos ferimentos. Perícia e Polícia Civil foram acionadas, além de Polícia Militar de Trânsito. Com o impacto da colisão, o jovem perdeu o controle da motocicleta e ainda foi arremessado a aproximadamente 18 metros do local da batida.

Segundo a PM, não foi encontrada CNH (Carteira Nacional de Habilitação) com Sebastião e o licenciamento da motocicleta estaria vencido desde 2010. O jovem era morador em um assentamento nas proximidades e deixa uma filha de 1 ano. Conforme a polícia, o motorista do ônibus pode responder por homicídio culposo, quando não há intenção, mas o fato também pode ser registrado como acidente de trânsito com vítima fatal provocado pela própria vítima.

Jornal Midiamax