Polícia / Trânsito

Padrasto alega que lesões nas crianças de 6 e 2 anos e meio foram um ‘acidente doméstico’

Fernando Floriano Duarte, de 33 anos, contou outra versão ao Midiamax sobre o que teria ocorrido na casa antes de a companheira chegar, porém ele não explica a gritaria e os barulhos que chamaram a atenção dos vizinhos que acionaram a PM.

Arquivo Publicado em 19/09/2014, às 13h08

None
54269990.jpg

Fernando Floriano Duarte, de 33 anos, contou outra versão ao Midiamax sobre o que teria ocorrido na casa antes de a companheira chegar, porém ele não explica a gritaria e os barulhos que chamaram a atenção dos vizinhos que acionaram a PM.

O auxiliar de produção em uma fábrica de refrigerantes localizada na região sul de Campo Grande, Fernando Floriano Duarte, de 33 anos, contou à equipe do Midiamax que as lesões nas duas crianças foram provocadas por causa de um acidente doméstico. “Nunca toquei nelas desta forma que estão falando”, afirma.


O suspeito que foi preso na quinta-feira (18), alegou que no período da manhã chegou a levar a bebê para um atendimento no posto de saúde da região. “Como estou em casa por causa da licença, fui o responsável por levar a bebê até a unidade de saúde porque ela estava gripada. Ela foi medicada e voltamos para a casa”, alega Fernando, se referindo que não houve problemas em ficar com as crianças.


Já no período da tarde, ele disse que agiu sem pensar. “Eu estava limpando na frente de casa e ela não saía do meu pé. Falei pra ela que não podia ir lá e ela ignorou”, se referindo a menina de 2 anos e meio.


“Acabei pegando ela pelo pescoço e de um empurrão, que ela chegou a bater com a cabeça no sofá e desmaiou. E foi nesta hora que o rosto dela ficou machucado também. Em seguida chamei o irmão para ajudar a colocar a bebê no sofá e ele entrou em desespero quando viu a irmã”, afirma.


“Na hora dei um empurrão nele, que ele bateu na parede e foi até que ele ficou machucado”, alega Fernando que não explicou porque a caçula estava pelada e nem a série de gritos e barulhos seguidos que chegou a chamar a atenção de vizinhos para chamar a PM.

Jornal Midiamax