Polícia / Trânsito

Dentista que se envolveu em acidente trágico em Campo Grande passa mal e é internada

Célia Caroline Oliveira, a “Celinha”, de 25 anos, condutora do Celta que se envolveu em um acidente de trânsito que vitimou a carona e amiga Gabrielli Pinheiro Machado Guenka, de 21 anos, passou mal na tarde de quinta-feira (19)

Arquivo Publicado em 20/06/2014, às 11h55

None
1598981204.jpg

Célia Caroline Oliveira, a “Celinha”, de 25 anos, condutora do Celta que se envolveu em um acidente de trânsito que vitimou a carona e amiga Gabrielli Pinheiro Machado Guenka, de 21 anos, passou mal na tarde de quinta-feira (19)

A dentista Célia Caroline Oliveira, a “Celinha”, de 25 anos, foi encaminhada para a Santa Casa na tarde de quinta-feira (19), após passar mal na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro, onde estava detida. Ela era condutora do Celta, de cor preta, placas HTT-133, de Corumbá (MS), que envolveu em um acidente de trânsito e vitimou a carona e amiga Gabrielli Pinheiro Machado Guenka, de 21 anos, que é acadêmica de engenharia da computação. O fato aconteceu na madrugada de ontem, por volta das 4 horas.


Celinha, como é conhecida entre os amigos, passou mal na unidade policial e teve de ser levada ao hospital, com apoio da escolta. Ela está no ProntMed. De acordo com a assessoria, a jovem está consciente, não tem ferimentos aparente e passa por exames para saber qual é causa do mal-estar.


Ainda não há previsão de alta ou liberação dela da unidade, já que ainda passa por exames. Na tarde de ontem, também foi cogitado que ela fosse encaminhada para outra unidade da Polícia Civil onde ficaria na mesma cela com outras mulheres.


FLAGRANTE


A dentista foi detida em flagrante por se envolver em um crime de trânsito que vitimou gravemente a amiga. Foi constatado que ela estava visivelmente embriagada, porém Célia negou, entretanto, se recusou fazer o teste do etilômetro. Na manhã de ontem, a família da jovem, que é de Corumbá, chegou a acionar advogados para que fossem até a unidade policial a fim de soltá-la, para que ela pudesse responder em liberdade.


ACIDENTE


Gabrielli e a amiga Célia havia saído de uma festa em uma casa noturna sertaneja localizada na Avenida Afonso Pena, no Jardim dos Estados, na madrugada desta quinta-feira (19), às 4 horas, antes de se envolver em um grave acidente. No cruzamento da Avenida Ceará com a Rua Amazonas, a dentista perdeu o controle do Celta, bateu em um veículo estacionado na frente de uma farmácia, derrubou equipamentos de ginástica que há em uma área pública e acabou capotando.


A acadêmica de engenharia foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhada à Santa Casa, onde passou por uma cirurgia para amputar o braço direito e segue internada.


Além disso, após o acidente, equipes da BPTran (Batalhão de Policiamento de Trânsito) estiveram no local e constataram que a condutora estava em estado visível de embriaguez. Entretanto, Célia, que teve apenas arranhões, alegou que não havia ingerido bebida alcoólica, porém se recusou a fazer o teste do etilômetro.


Ela foi encaminhada à Depac do Centro, onde está detida. A princípio o caso foi registrado como conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada e lesão corporal culposa, sem intenção, na direção de veículo automotor.





Jornal Midiamax