Polícia / Trânsito

Número de acidentes diminiu em Campo Grande, homens continuam sendo as maiores vítimas

Enquanto que em 2012 foram registrados 3.841 acidentes até abril, no mesmo período deste ano houve 3.562 acidentes, conforme o Detran

Arquivo Publicado em 02/07/2013, às 14h38

None
164746200.jpg

Enquanto que em 2012 foram registrados 3.841 acidentes até abril, no mesmo período deste ano houve 3.562 acidentes, conforme o Detran

O número de acidentes de trânsito em Campo Grande reduziu do ano passado para cá. Enquanto que em 2012 foram registrados 3.841 acidentes até abril, no mesmo período deste ano houve 3.562 acidentes, conforme dados do boletim informativo divulgado no site do Detran-MS (departamento Estadual de Trânsito). A redução representa 7,3% a menos de acidentes.

Para o capitão Nédson Veiga Lino, da Ciptran (Companhia Independente de Trânsito), a redução de deve ao trabalho intenso da companhia e dos órgãos de trânsito que vêm cada vez mais intensificando a fiscalização.

Ele explica que quando mudou a Lei Seca os trabalhos eram de blitz educativa, passado o momento de informar, agora as blitzes estão focadas na repressão. “Entendemos que as informações já foram passadas e que quem tirou a habilitação conheça as leis de trânsito, por isso agora o trabalho é repressivo e tem dado resultado. Tanto que os números vêm caindo”, diz.

Os homens continuam sendo os que mais se envolvem em acidentes de trânsito. Até abril deste ano, 2.298 homens se envolveram em acidentes com danos materiais e 2.514 com vítimas. No mesmo período, 936 mulheres se envolveram em acidentes com danos materiais e 727 com vítimas.

Já no ano passado os números foram ainda maiores. 2.452 homens se envolveram em acidentes com danos materiais e 2.658 com vítimas. No mesmo período, 958 mulheres se envolveram em acidentes com danos materiais e 756 com vítimas.

O capitão da Ciptran explica que o número maior de homens envolvidos em acidentes do que mulheres se deve ao fato deles dirigirem muito mais do que as mulheres. “Há bem mais motoristas do sexo masculino que do feminino. Além disso, quando se trata de trabalhar com veículos automotores, a maioria também e homem e nãomulher”, revela.

Faixa etária

Outro dado interessante e a faixa etária dos envolvidos em acidente. Conforme os dados do Detran, pessoas entre 18 e 34 anos são os que mais se envolvem em acidentes. No ano passado, jovens de 18 a 24 anos estavam envolvidos em 1.419 acidentes, este ano o número caiu para 1.094. De 25 a 29 anos, foram 1.167 envolvidos, este ano 1.056.

Conforme aumenta a faixa etária reduz o número de envolvidos em acidentes. Em 2012, foram 935 envolvidos em acidentes na faixa etária de 30 a 34 anos. Este ano o número aumentou para 976.

Tempo de carteira

O tempo de habilitação é outro dado importante nesta avaliação. Os motoristas com apenas um ano de carteira quase não se envolvem em acidente. Passado o período probatório para aquisição da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) definitiva os dados mudam.

Motoristas com até 5 anos de habilitação se envolvem bastante em acidente. Até 15 anos de habilitação o número é alto, caindo a partir do 16° de CNH.

Jornal Midiamax