Polícia / Trânsito

Homem pode ir a júri popular por provocar acidente em Mundo Novo

Um agricultor de 49 anos de idade, que provocou um acidente de trânsito em Mundo Novo, poderá ir a Júri Popular por tentativa de Homicídio na forma dolosa, ou seja, com intenção de matar, ou no mínimo, por suas atitudes, ter assumido tal risco. Ele foi preso em fragrante pela Polícia Militar de Mundo Novo, […]

Arquivo Publicado em 17/12/2012, às 00h18

None

Um agricultor de 49 anos de idade, que provocou um acidente de trânsito em Mundo Novo, poderá ir a Júri Popular por tentativa de Homicídio na forma dolosa, ou seja, com intenção de matar, ou no mínimo, por suas atitudes, ter assumido tal risco. Ele foi preso em fragrante pela Polícia Militar de Mundo Novo, no domingo (16), após ter provocado uma colisão, que resultou em lesões diversas em duas mulheres que estavam em uma motocicleta.

O homem, que estava embriagado e conduzia uma motocicleta pela Avenida Adjalma Saldanha realizou uma manobra brusca de retorno no meio da pista de rolamento e ocasionou o acidente em que as duas vítimas, mãe e filha, foram atiradas bruscamente ao solo.

O autor, que já responde a um homicídio culposo, cometido em agosto do ano passado, contra uma anciã, desta vez foi indiciado em inquérito policial por tentativa de homicídio de forma dolosa, pois o delegado entendeu que conduzir um veículo na via pública sob o efeito de bebida alcoólica, sem estar devidamente habilitado e nem se preocupar com a segurança de terceiros, além de seus antecedentes criminais, ele assumiu os riscos de provocar uma situação de extrema gravidade.

Para comprovar a embriaguez do autor, que já havia admitido ter ingerido algumas cervejas, os militares o levaram até um hospital, onde o médico de plantão atestou o fato. Diante disso, ele foi preso e encaminhado a cadeia pública de Mundo Novo, enquanto as duas vítimas foram levadas pela PM a mesma unidade de saúde, onde receberam atendimento médico de emergência, sendo que uma delas permanece em observação médica e a outra já foi liberada para se recuperar em casa. As motocicletas sofreram danos de média monta.

Jornal Midiamax