Polícia / Trânsito

Sobe para 44 o número de mortos em acidente com avião na Rússia

Subiu para 44 o número de mortos no acidente envolvendo um avião na Rússia na noite desta segunda-feira (20), de acordo com um porta-voz do Ministério de Emergêncas russo. A aeronave, com 48 pessoas a bordo, fez um pouso forçado numa estrada na área rural da cidade de Petrozavodsk, na República da Carélia (noroeste da […]

Arquivo Publicado em 21/06/2011, às 01h36

None

Subiu para 44 o número de mortos no acidente envolvendo um avião na Rússia na noite desta segunda-feira (20), de acordo com um porta-voz do Ministério de Emergêncas russo. A aeronave, com 48 pessoas a bordo, fez um pouso forçado numa estrada na área rural da cidade de Petrozavodsk, na República da Carélia (noroeste da Rússia).


O acidente aconteceu a cerca de 15 km do aeroporto da cidade, segundo a agência russa Itar Tass. De acordo com Defesa Civil russa, várias partes da fuselagem do avião, um Tupolev 134, ficaram destruídas durante a aterrissagem. Após tocar o chão, a aeronave pegou fogo, que foi controlado por bombeiros.


Segundo a Itar Tass, o avião pertence à empresa aérea Rusaero. O avião, operado pela companhia aérea privada RusAir, havia decolado do aeroporto Domodedovo, em Moscou. A companhia é especializada em voos fretados e não estava imediatamente disponível para comentar o caso. O Tupolev-134 é um avião soviético e não havia informações sobre o ano em que o aparelho foi produzido. As caixas-pretas da aeronave foram recuperadas.


A maioria dos passageiros era russa, mas um sueco também estava a bordo da aeronave, segundo a agência de notícias Interfax.


O presidente russo, Dmitry Medvedev, que trocou o seu Tupolev por um jato executivo de fabricação francesa, criticou em abril as falhas nos aviões fabricados na Rússia e a segurança precária no país.


Em abril do ano passado, o avião oficial Tupolev 154 do então presidente polonês, Lech Kaczynski, caiu perto do aeroporto Smolensk, no oeste da Rússia, matando 96 pessoas, incluindo Kaczynski, sua mulher e um grande número de autoridades do governo da Polônia.


A queda aconteceu na véspera da feira Paris Air Show, na França, da qual o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, deverá participar.

Jornal Midiamax