Polícia / Trânsito

Familiares de vítimas de acidente de ônibus que saiu de MS vão à Bahia para liberação dos corpos

Os familiares das 33 vítimas do grave acidente envolvendo três veículos na madrugada deste sábado (3) devem vir à Bahia para identificação e liberação dos corpos, segundo informou a polícia. Dez corpos estão no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Jequié e 23 foram encaminhados para o DPT de Vitória da Conquista. De acordo com […]

Arquivo Publicado em 04/12/2011, às 00h49

None

Os familiares das 33 vítimas do grave acidente envolvendo três veículos na madrugada deste sábado (3) devem vir à Bahia para identificação e liberação dos corpos, segundo informou a polícia. Dez corpos estão no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Jequié e 23 foram encaminhados para o DPT de Vitória da Conquista.

De acordo com informações do G1, uma comitiva com representantes do Governo de Pernambuco chegou na Bahia neste sábado e deve acompanhar os trabalhos envolvendo vítimas pernambucanas. Estão no grupo que viajou à capital baiana, o secretário Estadual de Saúde; o secretário da Casa Militar; o secretário executivo de Defesa Social; a diretora do Instituto Médico Legal (IML) de Pernambuco; a diretora de Assistência Social, Carmem Albuquerque; e o capitão da Polícia Militar de Pernambuco.

O Governo de Pernambuco também determinou o envio de equipes de assistentes sociais, bombeiros e de um caminhão refrigerado do IML para realizar o transporte dos corpos. “Vamos também entrar em contato com a Força Aérea Brasileira [FAB] para tentar trazer os corpos para o Recife de avião”, informou Cavalcanti.

De acordo com o Governo de Pernambuco, o ônibus trazia cortadores de cana-de-açúcar do Mato Grosso do Sul para a cidade de Buíque, no Agreste pernambucano, quando se envolveu no acidente. “Como a maioria das vítimas é de Buíque, estamos montando um ponto de apoio naquela cidade para dar suporte às famílias e garantir o cuidado e a agilidade no traslado e transporte dos corpos e feridos”, detalhou Carmem Albuquerque.

Feridos

Além das vítimas fatais, 13 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas para o Hospital Geral Prado Valadares. Duas delas estão em estado gravíssimo e, de acordo com o diretor da instituição, Gilmar Vasconcelos, as vítimas devem ser encaminhadas para Salvador ou para Recife, para receberem atendimento apropriado e ficarem mais perto de suas famílias.

Acidente

A colisão aconteceu por volta da 1h no km 583 da BR-116, nas proximidades do município de Milagres, a 232 km de Salvador. O ônibus e o caminhão-baú dirigiam lado a lado quando a carreta invadiu uma pista dupla e colidiu de frente com o ônibus, que em seguida se chocou contra o caminhão antes de despencar de uma ribanceira na rodovia.

De acordo com a PRF, 31 pessoas morreram no local do acidente, e pelo menos 15 ficaram gravemente feridas e foram encaminhadas para o hopital em Jequié, onde duas dessas vítimas não resistiram aos ferimentos.

A colisão envolveu o ônibus, que transportava trabalhadores do corte de cana, um caminhão carregado de gesso e uma carreta que levava materiais de escritório. Os trabalhadores seguiam da cidade de Jateí, em Mato Grosso do Sul, para Pedra e Buíque, no Agreste de Pernambuco.

Ainda conforme o PRF, o condutor do ônibus, que transportava cerca de 45 passageiros, morreu com o impacto da colisão. Já o motorista da carreta ficou ferido, e o condutor do caminhão-baú escapou ileso. Os veículos envolvidos na colisão ainda devem passar por uma perícia para determinar as causas do acidente.

Jornal Midiamax