Polícia / Trânsito

Capital registra dois acidentes fatais em menos de uma hora

No primeiro, Nicolau Cristaldo, de 83 anos, morreu na hora pouco após receber alta hospitalar. Ele voltava com a família para casa.

Arquivo Publicado em 22/12/2011, às 13h59

None
1510138945.jpg

No primeiro, Nicolau Cristaldo, de 83 anos, morreu na hora pouco após receber alta hospitalar. Ele voltava com a família para casa.

Em menos de uma hora, a capital registra dois acidentes com vítimas fatais nesta quinta-feira (22). O primeiro ocorreu por volta das 8h40, no bairro Estrela do Sul e, de acordo com a família de Nicolau Cristaldo, 83 anos, que morreu na hora, ele tinha recebido alta hospitalar e a família retornava com ele para casa, quando aconteceu a tragédia.

Duas pessoas também estão internadas em estado grave, segundo os bombeiros. Já o segundo acidente aconteceu na saída para Sidrolândia, por volta das 9h20, envolvendo uma caminhonete F-250 e um veículo Fox. Zildo Joaquim Xavier, 64 anos, também morreu na hora.

De acordo com a polícia militar de trânsito, o veículo Prisma, de cor prata, placa MGJ 3963, de Campo Grande, era conduzido por Flávio Fernandes Cristaldo, 30 anos e tinha como passageiro o idoso Nicolau. No banco de trás estava Verônica Fernandes, 50 anos. Ele colidiu com uma D-20, de cor vermelha, placa HQF 0233.

“Nós constatamos que o pneu dianteiro estourou na avenida Prefeito Heráclito Figueiredo e por isso eles invadiram a pista contrária”, afirma o capitão Anderson Avelar. Os bombeiros, que socorreram as vítimas, afirmam que eles foram encaminhados para o hospital em estado grave.

“Nós ainda não conseguimos definir se o que aconteceu foi imperícia, imprudência ou falha mecânica, mas pedimos sempre que as pessoas tenham atenção redobrada no trânsito, principalmente quando estão com crianças e idosos”, afirma um dos bombeiros.

O condutor da D-20, Américo Foscaches Nantes, 53 anos, afirma que tentou desviar do veículo, mas não conseguiu. “Vi quando o carro começou a ficar desgovernado e tentei virar, desviando a esquerda, mas não consegui evitar a batida. Do jeito que ele vinha, parece até que dormiu ao volante”, diz Nantes.

Já na saída para Sidrolândia, próximo ao macro anel rodoviário, o acidente aconteceu porque ambas as partes não respeitaram a sinalização, de acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal). Em duas pistas no mesmo sentido, seguiam o veículo Fox preto, placa HTF 9544, conduzido por Zildo Joaquim Xavier, 64 anos e uma caminhonte F-250, de cor cinza, placa HRI 9941.

No momento em que Zildo foi fazer uma curva para retornar na BR, ele colidiu com a caminhonete e morreu na hora. “O condutor do Fox não respeitou a placa de Pare e o da caminhonete estava em alta velocidade, por conta da marca de frenagem na pista. A velocidade permitida na via é de 40km”, explica o policial rodoviário federal que atendeu a ocorrência.

Após o acidente, metade da pista foi interditada e os policiais ainda aguardam a ambulância para retirar o corpo da vítima. O passageiro da F-250, que não quis se identificar, não sofreu nenhum ferimento.

Jornal Midiamax