O espancamento de um homem no domingo (23), em Aquidauana, a 135 quilômetros de Campo Grande, teria sido motivado pelo furto de um capacete, segundo informações obtidas pelo Jornal Midiamax. A vítima foi agredida por mais de 10 pessoas, com chutes, socos, além de pedras, madeiras e capacetes. Alguns agressores estavam de motocicleta e outros a pé, fugindo em direções diferentes após a sessão de espancamento.

Mas, a motivação não foi confirmada pela Polícia Civil de Aquidauana, que trabalha para identificar a motivação e os autores do espancamento coletivo.

O delegado titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil, Ronaldo Jacob, disse à reportagem que foi instaurado procedimento para identificação dos autores, real motivação do crime e que a equipe de investigação já está empreendendo diligências.

Sobre uma possível tentativa de homicídio, a autoridade informou que está aguardando o laudo e a oitiva dos envolvidos para o indiciamento. A princípio, a tipificação continua sendo de lesão corporal.

A reportagem teve a informação que imagens de câmeras do circuito de segurança de residências próximas onde aconteceu o crime já foram solicitadas pela Polícia Civil e que testemunhas serão ouvidas nesta terça-feira (25).

Imagens que estão circulando em grupos de WhatsApp do momento em que o homem estava sendo agredido por várias pessoas também poderão ajudar os investigadores na elucidação do caso.

A vítima foi encaminhada para a Santa Casa de Campo Grande, onde permanece hospitalizada, em estado grave.