Um catador de reciclagem, de 32 anos, acabou sendo esfaqueado nas costas após discutir com um morador, de 27 anos, no bairro Jardim Colibri, em Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (19). 

Uma equipe da Polícia Civil esteve no local e encontrou o morador da casa onde ocorreram os fatos. Em seguida, ao avistar a equipe, ele resistiu e precisou ser contido por três policiais. Questionado sobre o motivo do esfaqueamento, ele alegou que estava dentro da residência no momento em que o catador de reciclagem chegou empurrando o portão e já entrando no imóvel. 

Com isso, o morador empurrou a vítima e os dois começaram a discutir. Dessa forma, saíram da residência e seguiram até uma esquina, sendo que o suspeito estava com uma faca de cozinha em mãos. 

Ao chegar no cruzamento das ruas Manoel Alexandre da Silva com a Lebiste, o suspeito teria desferido um golpe nas costas do catador de reciclagem e retornado para a residência, conforme boletim de ocorrência. 

A vítima saiu em direção a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitário. Na unidade, o catador de reciclagem confirmou os fatos e disse que não tem moradia própria. 

O médico que atendeu o homem na UPA disse à polícia que ele chegou a pé pedindo ajuda. Durante atendimento, constatou-se um ferimento no lado esquerdo das costas. Ao iniciar o curativo, a vítima teria se recusado a receber. 

Por fim, a vítima e o suspeito acabaram levados para a Depac Cepol, onde a equipe policial registrou o caso como lesão corporal dolosa e resistência.