Segue em investigação o caso de estupro de vulnerável contra paciente de um dentista de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande. A orientação é que outras vítimas ou testemunhas procurem a .

Em nota, a DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) orientou possíveis vítimas e testemunhas que procurem a delegacia. Além disso, a informação é que o caso segue em investigação.

A princípio, a vítima teria sido abusada durante a extração de um dente. Assim, o dentista aplicou medicamentos na mulher, que relatou que estava consciente, porém não conseguia se mexer.

Então, aproveitou deste momento para abusar sexualmente da vítima, acreditando que ela estava inconsciente. O suspeito deve ser ouvido pela polícia e é investigado pelo estupro de vulnerável.

Dopada e estuprada por dentista

Mulher de 27 anos denunciou caso de estupro de vulnerável que sofreu em um consultório odontológico. Segundo a vítima, ela foi ao consultório com o marido, mas entrou sozinha na sala para atendimento.

Então, foi submetida a dois procedimentos anestésicos, sendo que ficou bastante sonolenta. Apesar disso, ela afirma que estava consciente durante todo tempo. Inclusive, viu o momento em que a auxiliar do dentista saiu da sala e ficou sozinha com o dentista.

Neste momento a mulher foi abusada sexualmente pelo profissional. Depois, a auxiliar voltou para a sala e foi feito o atendimento.

 Assim que deixou o consultório, a vítima contou sobre o ocorrido ao marido e eles procuraram a DAM de Corumbá.