Nesta terça-feira (21), homem de 32 anos foi preso por crimes de violência doméstica, ameaça e lesão corporal, contra a esposa de 25 anos e a filha, de 12 anos. As agressões eram constantes, segundo relato das vítimas.

Equipe do Conselho Tutelar de uma cidade, no interior de Mato Grosso do Sul, recebeu a denúncia de maus-tratos. Então, acionou a Polícia Militar, que foi até a casa da vítima.

Assim, a menina de 12 anos contou que foi agredida pelo pai. Os policiais perceberam as marcas de cinto nas pernas da criança, além de sangue.

Como o suspeito não estava no local, os militares foram até a fazenda onde ele trabalhava. Lá ele acabou detido e encaminhado para a .

Ainda no depoimento, a vítima relatou que foi agredida porque foi até a igreja. Além disso o pai ameaçou dizendo “Não é para sair de casa, porque se sair vai apanhar até desmaiar”.

Também segundo a menina, a também era agredida. Em determinada ocasião, a mulher foi torturada com um arame quente pelo marido.

Questionada sobre os fatos, ela contou que não denunciava por medo do marido. Isso, porque sofria várias ameaças de morte pelo suspeito.

Foi solicitada medida protetiva e o caso registrado na delegacia da cidade.

*O nome da cidade foi omitido para preservar as vítimas

Saiba Mais