Vítima de racismo e agressão em mercado é nigeriano e professor visitante da UFGD

Casal agressor foi levado para delegacia de Dourados; homem pagou fiança e foi solto
| 04/08/2022
- 06:17
Vítima de racismo e agressão em mercado é nigeriano e professor visitante da UFGD
Vítima de racismo é professor na UFGD (Foto: Reprodução)

O de 48 anos que foi vítima de agressão e racismo na tarde desta quarta-feira (3) em um supermercado atacadista de Dourados, cidade distante 228 quilômetros de Campo Grande, é natural da Nigéria. Ele trabalha como professor visitante na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

O professor, que é formado em bioquímica e possui doutorado em Ciências da Saúde, fazia compras com a família, quando o de 6 anos teria sofrido agressão de uma mulher de 62 anos. Segundo o relato do pai, a criança ficou cuidando de um carrinho na fila do caixa, enquanto ele foi pesar frutas.

Quando o pai retornou, o menino disse que foi agredido por uma mulher que disse que ele estava roubando o carrinho de compras dela. O pai da criança foi até a mulher para perguntar o que havia acontecido, e ela afirmou que eles estavam roubando seu carrinho.

Durante uma discussão, a mulher que agrediu a criança e o marido dela, de 61 anos, chamaram o pai da criança de ‘preto’, em tom ofensivo, e o marido desferiu um soco no professor. Uma testemunha procurou os policiais e afirmou ter visto o ocorrido, confirmando a versão da vítima e se prontificou a testemunhar.

Uma equipe da Polícia Militar localizou os autores no estacionamento do mercado, que foram até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário Centro) em seu veículo próprio. No local, foi emitido o boletim de ocorrência que foi entregue juntamente com os autores à Polícia Civil.

Na delegacia, a autora procurou a PM e afirmou que não bateu na criança, todavia retirou a mão da criança do seu carrinho. E disse que fez isso porque já havia ocorrido isto com ela, de roubarem seu carinho ‘Por esse tipo de pessoa’, se referindo a pessoas estrangeiras.

O marido dela, também acusado das agressões, pagou fiança no valor de R$ 1,2 mil e foi liberado.

Veja também

Um homem foi preso por furtar fios de uma residência que funciona como depósito por...

Últimas notícias