Sepultamento de policial gera comoção em Dourados

Com as sirenes ligadas, cortejo conta carro do Corpo de Bombeiros, viaturas da Polícia Civil e o respeito de toda a cidade
| 07/03/2022
- 22:13
Sepultamento de policial gera comoção em Dourados

O último adeus da investigadora da Defron (Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira) de Mato Grosso do Sul, Daiane Polesel Garcia, de 39 anos, que teria tirado a propria vida neste domingo (6), em Glória de Dourados, teve uma despedida do tamanho de sua grandeza com um cortejo com carro do Corpo de Bombeiros, viaturas da com as sirenes ligadas e o respeito de toda a cidade.

Daiane foi velada no Memorial Unipax às 16h desta segunda-feira (7). A investigadora era policial desde 2014 e esposa do escrivão de Polícia João Marcos Garcia, também lotado na . Caso segue em investigação.

Casos

Outros três agentes de segurança foram encontrados mortos em Campo Grande e a polícia não descarta suicídio nos casos. Pesquisadores indicam ser preciso construção de ações integradas para a prevenção do suicídio entre agentes de segurança pública no Brasil. Entre elas, uma política de assistência social e mental, que contemple a formação e o treinamento, o incentivo à gestão humanizada, investimento na imagem social e relacionamento institucional, atenção ao policial em situação de risco, melhoria na infraestrutura das unidades e sensibilização de atores estratégicos da segurança pública.

No dia 24 de janeiro, a papiloscopista Viviane Jesus de Souza, de 35 anos, foi encontrada morta no quarto de um motel, na rua Rui Barbosa. Ela estava em um dos quartos, sozinha. Ao lado do corpo estava a arma da servidora. A polícia trabalha com a hipótese de suicídio. Outros dois servidores da Segurança Pública de Mato Grosso do Sul e de Campo Grande foram encontrados mortos em Campo Grande.

Neiton de Assis Alves Paiva, 38 anos, ex-guarda municipal, foi encontrado em casa. Já o tenente Edison Henrique Yamamoto Thomaz, 31 anos, da Polícia Militar, foi encontrado no quarto de um hotel no Centro, na Avenida Calógeras.

No dia 4 de fevereiro, um policial rodoviário federal foi encontrado morto em um conjunto de flats. A arma foi recolhida pela perícia. Não se sabe qual região o tiro atingiu o policial.

 

Veja também

Agetran orienta redobrar atenção no trânsito próximo aos locais de interdição

Últimas notícias