Preso nega injúria racial contra PM em delegacia e diz que ‘melhores amigos são negros’

Ele chegou a chamar o militar de toddynho
| 17/07/2022
- 13:24
Preso nega injúria racial contra PM em delegacia e diz que ‘melhores amigos são negros’
Caso foi registrado na Depac Cepol (Foto: Henrique Arakaki - Arquivo Midiamax)

Neste domingo (17), foi concedida liberdade provisória ao homem de 42 anos, preso na madrugada de sábado (16) por injúria racial contra um policial militar. Ele chegou a dizer no interrogatório, na Depac ( de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol, que seus “melhores amigos são negros”.

O suspeito foi detido por perturbação em um supermercado de Campo Grande. Na delegacia, ele disse que estava bebendo cerveja, mas não recorda o que aconteceu, sendo que foi abordado e encaminhado para a delegacia.

Sobre a injúria racial contra um policial militar, o homem ainda negou, afirmando que “seus melhores amigos são negros”. Ele ainda alegou que discutia com um policial que estaria caçoando do fato de ele estar preso, mas que não se lembrava das palavras que foram ditos.

Neste domingo, o acusado passou por audiência de custódia e teve liberdade provisória concedida.

Responde por injúria contra PM

Segundo os policiais militares, o homem de 42 anos foi conduzido para a delegacia e um boletim de ocorrência era registrado. Durante a espera, o suspeito passou a desacatar os policiais, os chamando de safados e corruptos.

Além disso, o homem chegou a dizer “vou matar vocês”. Após as ameaças, o acusado teria ofendido um dos militares, dizendo “e aí toddynho, seu preto”. Ele ainda continuou “vocês são safados, nem estudo vocês tem, um dia eu saio dessa cadeia, não é eterna e sei onde vocês moram”.

O acusado acabou preso em pelo desacato, ameaça e injúria racial e ainda responderá por resistência.

Veja também

No dia 9 deste mês foram cumpridos mandados na Prefeitura e CPUs foram apreendidos

Últimas notícias