Preso diz que agrediu meninos de 11 e 14 anos em Campo Grande porque precisavam de surra

Vítimas são filhas de uma amiga que mora com o suspeito
| 25/01/2022
- 18:59
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - (Arquivo, Midiamax)

Na segunda-feira (24), homem de 33 anos foi preso em flagrante, no Taveirópolis, por agredir dois meninos de 11 e 14 anos, filhos da amiga com quem ele mora. Durante a prisão, ele ainda desacatou os policiais militares e disse que as crianças ‘precisavam de uma surra’.

A equipe da Polícia Militar foi acionada por volta das 16 horas e abordaram o suspeito na residência, bastante agitado e falante. Na frente dos policiais, ele xingou os meninos de 11 e 14 anos e ainda desacatou os militares, os chamando de ‘porcos’ e dizendo que não tinha feito nada demais.

O suspeito alegou que os meninos “precisavam de uma surra por terem ‘peitado’ ele” e que não admitia isso. Ele foi preso em flagrante, quando empurrou e ainda deu socos nos policiais, resistindo à prisão. A mãe das crianças, que estava trabalhando, foi até o local e contou que os meninos e também outros dois filhos, de 9 e 13 anos, estavam sob cuidados de uma amiga.

Antes de voltar para casa, ela foi avisada pelo caçula que ele tinha sido derrubado no chão e chutado pelo homem, por demorar para abrir a porta da casa. Quando o irmão mais novo tentou repreender o homem, também foi agredido a chutes e socos. As crianças ainda foram xingadas pelo suspeito.

Foram constatadas lesões nas vítimas e, na delegacia, o homem alegou que apenas estava se defendendo, que os meninos tinham ‘partido para cima’ dele. O caso é tratado como injúria, resistência, desobediência, desacato e lesão corporal dolosa, qualificada por violência doméstica.

O agressor tem ao menos 5 passagens por violência doméstica, desde 2012. Ele também tem passagens por resistência e desacato.

Veja também

A Polícia Militar de Corumbá prendeu dois colombianos por ameaça e vias de fato, nesta...

Últimas notícias