Presa por agredir motociclista após acidente e fugir, motorista paga R$ 800 e é liberada

Ela foi proibida de se aproximar do rapaz
| 16/05/2022
- 12:55
Presa por agredir motociclista após acidente e fugir, motorista paga R$ 800 e é liberada
Carro foi apreendido (Divulgação)

Passou por audiência de custódia nesta segunda-feira (16) a mulher de 30 anos, presa em flagrante após se envolver em acidente e agredir um motociclista de 26 anos. Ela pagou fiança, foi liberada e está proibida de se aproximar do rapaz.

Conforme determinação do plantonista Olivar Augusto Roberto Coneglian, foi determinada liberdade provisória da mulher, mediante pagamento de fiança de R$ 800. Além disso, ela deve comparecer a todos os atos do processo e fica proibida de se aproximar do motociclista, devendo permanecer distante 300 metros.

A mulher também cumprirá recolhimento domiciliar noturno, das 21h às 5h30.

Acidente e briga com motocilsita

Acidente de trânsito no início da manhã deste domingo (15) terminou com a motorista de 30 anos presa em flagrante. Embriagada e sem CNH, ela ainda tentou fugir após a colisão contra um motociclista, na Rua Patrocínio, no Jardim Centro Oeste.

Conforme os policiais militares, equipe do relatou o acidente entre o carro e uma Honda Fan, em que o motociclista de 26 anos sofreu ferimentos. Uma testemunha ainda contou que a motorista do carro, um HB20, tinha agredido o rapaz após o acidente.

Com relato de que a motorista teria fugido, os militares do BPTran (Batalhão da Polícia Militar de Trânsito) fizeram buscas e encontraram a suspeita ao lado do carro, que era guinchado. Ela ainda tentou mentir sobre o envolvimento com o acidente, mas foi reconhecida pela testemunha.

A mulher estaria bastante nervosa e alterada, segundo os policiais. Foi feito teste de bafômetro, que constatou 0,57 mg/l e ainda foi constatado que ela não tinha CNH, bem como o motociclista.

Foi constatado que a motorista seguia na Rua Patrocínio e, ao desviar de um buraco, colidiu na lateral da moto que seguia na rua contrária. Após o acidente, os envolvidos teriam entrado em luta corporal.

O motociclista foi levado ao posto de saúde e a mulher detida em flagrante, encaminhada para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol por dirigir embriagada. Ela também responderá por fugir do local do acidente, por não prestar socorro à vítima e por lesão corporal culposa.

Junto com o motociclista, ela também responde por lesão corporal recíproca e por dirigir sem CNH.

Veja também

Últimas notícias