Por suspeita de fraude no auxílio emergencial em MS, terceirizada da Caixa tem R$ 1 milhão bloqueado

A funcionária terceirizada se apropriou da senha de um colega do banco para cometer as fraudes
| 28/06/2022
- 12:05
Por suspeita de fraude no auxílio emergencial em MS, terceirizada da Caixa tem R$ 1 milhão bloqueado
Mandado foi cumprido pela PF de Dourados (Foto: Arquivo/Midiamax)

A funcionária terceirizada da alvo da “Contritio Fiduciae” da Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (28), teve R$ 1 milhão em bens bloqueados. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Ivinhema, a 291 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações passadas pela Polícia Federal, não houve prisões e ainda não há informações do total de prejuízo causado pelas fraudes. Foi feito o bloqueio dos bens da funcionária, no valor de R$ 1 milhão. A Caixa Econômica Federal ainda está fazendo o levantamento. 

Investigação

A investigada se apropriou de senha de funcionário da instituição financeira e realizou dezenas de inserções/alterações de benefícios de auxílio emergencial no sistema informatizado. Segundo a PF, as apurações demonstraram que a investigada gerou dezenas de benefícios fraudulentos, em benefício próprio e de terceiros que também participavam do esquema, resultando prejuízos à União Federal em montante total que ainda está sob apuração.

O nome da operação é uma alusão à quebra de confiança em que agiu a principal investigada, objeto do cumprimento de busca e apreensão, ao utilizar a senha de um funcionário da CEF para promover a invasão de área restrita da instituição financeira e modificação de dados para a realização das fraudes.

Veja também

Últimas notícias