Policial militar de Campo Grande é acusado de agredir e quebrar dedo da enteada em briga

Eles tiveram uma discussão familiar
| 13/05/2022
- 18:07
Policial militar de Campo Grande é acusado de agredir e quebrar dedo da enteada em briga
(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Um policial militar de Campo Grande foi denunciado por agredir a própria enteada, uma jovem de 20 anos. O fato aconteceu na casa da família, durante uma discussão por conta do horário que a vítima teria chegado na residência.

Conforme as informações do boletim de ocorrência, a que o Midiamax teve acesso, o militar convive com a mãe da vítima há 5 anos e esta é a primeira vez que ocorre um caso de agressão. A jovem procurou a Deam ( Especializada de Atendimento à Mulher) na madrugada do dia 5 de maio.

Em relato, ela contou que discutia com a mãe e o padrasto, por causa do horário que chegou em casa. Isso, porque os responsáveis diziam que era tarde demais. Porém, durante a briga o policial teria começado a xingar a jovem e a puxou pelos cabelos.

Depois, torceu o dedo da mão esquerda da vítima, que ficou com dores e procurou atendimento médico. No posto de saúde, ela foi informada que o dedo estava fraturado e precisou engessar a mão.

A vítima declarou na delegacia que a mãe sempre acaba ficando do lado do padrasto nas brigas. Ela não quis solicitar medida protetiva, já que continua morando na residência com a família.

Sobre a arma de fogo do policial, ela informou que ele possui, mas que nunca ameaçou usar. O caso foi registrado como injúria e lesão corporal dolosa, qualificadas pela violência doméstica.

O Midiamax recebeu a denúncia após as 17 horas e acionou a de Mato Grosso do Sul. No entanto, por conta do horário ainda não foi possível obter resposta junto à Corregedoria, sobre procedimento administrativo que possa ter sido instaurado contra o militar.

Veja também

PMs foram acionados para atender ocorrência em fazenda de Amambai

Últimas notícias