Polícia

Polícia resgata Pitbull vítima de maus-tratos no Parque do Lageado

A cadela estava cheia de carrapatos e anemia decorrente da ação dos parasitas.

Anna Gomes Publicado em 04/01/2022, às 17h50

Animal estava cheio de carrapatos e foi resgatado pela Polícia Civil.
Animal estava cheio de carrapatos e foi resgatado pela Polícia Civil. - Divulgação/ PC

Os policiais civis da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista (Decat), resgataram uma cadela pitbull vítima de maus-tratos, na tarde desta terça-feira (4), em uma residência localizada, na Rua Lea Maria Barbosa, no Parque do Lageado, em Campo Grande.

Os policiais receberam uma denúncia e quando chegaram ao local, encontraram o animal de aproximadamente quatro meses em situação precária. A cadela estava cheia de carrapatos e anemia decorrente da ação dos parasitas.

Os especialistas da Decat também constataram que o local não oferecia condições salubres para o exercício da tutela sobre o indefeso animal doméstico.

Diante dos graves fatos, deliberaram pelo resgate e respectivo encaminhamento do animal doméstico para atendimento veterinário preliminar e custódia provisória sob os cuidados da ONG Cão Feliz.

A tutora do animal não foi localizada no local, mas a polícia segue realizando diligências para encontrar a suspeita. O delegado da Decat, Alexandro Mendes de Araújo, adverte que a decisão pela tutela de um animal doméstico é um ato de amor e de série de responsabilidades, já que são seres indefesos e que dependem dos cuidados e zelos de seus tutores.

A pena para o crime de maus-tratos vai de 02 a 05 anos e não cabe fiança. Além disso, o Ministério Público pode solicitar ao Poder Judiciário que o proprietário arque com toda despesa decorrente da reabilitação do animal vítima de maus-tratos.

Jornal Midiamax