Polícia fará reconstituição do assassinato de Vitória que teve corpo jogado em brejo

Defesa de José Antônio entrou com pedido para a revogação de sua prisão
| 02/02/2022
- 16:07
Polícia fará reconstituição do assassinato de Vitória que teve corpo jogado em brejo
(Reprodução)

A Polícia Civil de Ivinhema, a 291 quilômetros de Campo Grande, fará nesta semana a reconstituição do assassinato de Vitória Caroline de Oliveira Honorato, de 15 anos, assassinada por esganadura e que teve o corpo jogado em um brejo. A defesa de um dos presos entrou com pedido de liberdade, nessa terça-feira (1º). 

Segundo o delegado Felipe Alvarez, será feita a reprodução simulada do crime, mas a data não foi divulgada por questões de segurança. Ainda de acordo com o delegado, um novo exame foi pedido para saber se teria sofrido violência sexual. Os primeiros resultados não indicaram abuso.

Até o momento, o delegado disse que os acusados não mudaram a versão para o assassinato. Nessa terça (1º), a defesa de José Antônio entrou com pedido da revogação de sua prisão alegando que ele não tinha participado do crime e que não havia motivos para mantê-lo preso. Mas, o MP se opôs ao pedido de revogação que foi protocolado junto à Justiça. Também foram presos Lucas da Silva Cordeiro, namorado de Vitória, e Nilton Fernandes de Souza. 

O único que falou em depoimento foi Nilton, que contou que conhecia a vítima desde pequena, e que Lucas tinha um relacionamento amoroso com Vitória. Segundo ele, no dia do crime, estavam os três (presos pelo assassinato) na casa dele, quando Vitória chegou e disse que ia à casa de outro rapaz para ficar com ele. 

Por volta das 22 horas, os três saíram atrás da vítima e a encontraram. Eles entraram em uma casa próxima à casa de Vitória para conversarem, nesse momento Lucas pediu para ele sair e pegar uma lanterna. Quando Nilton voltou, a vítima já estava morta. Ela estava vestida e sem sinais de violência. 

Nilton ainda contou que se revezaram para carregar o corpo de Vitória pelo mato, e que Lucas escolheu o local onde a vítima seria enterrada. Os três foram presos ainda no sábado (29). Nilton era vizinho de Vitória Caroline e, segundo testemunhas, viu a jovem crescer. Ainda conforme relato de moradores de Ivinhema, um dos presos teria inclusive participado das buscas pela jovem. 

Veja também

A Polícia Militar Ambiental de Aquidauana autuou um fazendeiro em R$ 12,6 mil por derrubada...

Últimas notícias