Polícia autua em R$ 23,6 mil homem preso pela PRF com 4,5 toneladas de agrotóxicos

O caminhão com a carga do produto perigoso transportada sem a licença ambiental saiu de Caarapó
| 14/02/2022
- 01:36
Reprodução
Reprodução

Policiais militares ambientais de Dourados foram acionados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Caarapó e autuaram administrativamente (multa) neste sábado (12), o responsável por uma carga de produtos perigosos, que era transportada ilegalmente. O caminhão com a carga do produto perigoso transportada sem a licença ambiental saiu de Caarapó e seguia para a cidade de Rondonópolis (MT), quando foi abordado na BR 163 pela PRF.

Quando a equipe da Polícia Militar Ambiental chegou à delegacia de Polícia Civil de Caarapó, onde o responsável pela carga estava sendo autuado em flagrante pelo crime ambiental, verificou que a carga continha 228 galões de 20 litros com herbicidas do princípio ativo ATRAZINA de nome comercial ACLAMADO BR (3.000 kg) e ULTIMATO SC (1.560 kg). O produto foi apreendido e foi encaminhado para o quartel da Polícia Militar Ambiental de Dourados, para a destinação adequada.

A PMA efetuou um auto de infração administrativo e aplicou multa de R$ 23.600,00 contra o infrator (41), residente em Rondonópolis (MT). O efetuará o julgamento da multa, depois da defesa do autuado. Ele também responderá por crime ambiental, previsto pelo artigo 56 da Lei 9.605/1998 que diz: produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos. A pena é de um a quatro anos de reclusão, só pelo crime ambiental.

Veja também

Um rapaz de 25 anos sofreu uma tentativa de homicídio na noite desta quinta-feira (30)...

Últimas notícias