‘Pode chamar a polícia que vou me matar’, disse homem após atirar contra namorada em bairro de Campo Grande

Ele ainda atirou contra a própria cabeça após o crime
| 14/04/2022
- 16:46
‘Pode chamar a polícia que vou me matar’, disse homem após atirar contra namorada em bairro de Campo Grande
Crime aconteceu na rua da casa (Foto: Graziella Almeida)

Vítima de tentativa de feminicídio na tarde desta quinta-feira (14), mulher foi ferida a tiros pelo namorado já na rua, na frente de casa, no Nova Lima. Os dois tiveram uma discussão e, quando ela saiu da residência, foi atingida pelos disparos feitos pelo suspeito, que depois atirou contra a própria cabeça.

“A m*** já tá feita, pode chamar a polícia que vou me matar”, teria dito o homem após fazer os disparos contra a namorada. Este foi o relato de vizinhos e de familiares da vítima, que estavam na região. Após os tiros contra a mulher, o suspeito voltou para dentro da casa.

O cunhado ainda tentou evitar o pior, mas o suspeito fez um disparo contra a própria cabeça. e o foram acionados e as vítimas foram socorridas. A mulher teve ferimentos no braço e na perna, já o homem estava em estado grave.

Uma vizinha, de 21 anos, relatou que o casal tinha uma rotina normal. Eles estavam juntos há aproximadamente um ano. O histórico familiar era conturbado, já que o pai da vítima de tentativa de feminicídio foi assassinado no bairro, há dois meses.

“A confusão começou do nada, no meio da rua”, disse a vizinha. De acordo com ela, o homem gritava que mataria a mulher, quando aconteceram os disparos e a vítima saiu correndo ensanguentada. O caso deve ser registrado na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

A princípio, a informação é de que o suspeito teria registro de CAC (Caçador, Atirador e Colecionador). A arma usada no crime estava embaixo da cama do casal.

Veja também

Últimas notícias