Paralisação em presídios federais anuncia possível entrega de cargos de chefia no país

Policiais penais federais paralisam atividades a partir desta quarta-feira
| 18/05/2022
- 14:11
Paralisação em presídios federais anuncia possível entrega de cargos de chefia no país
Policiais penais federais fazem manifestação (Divulgação)

Nesta quarta-feira (18), inicia a paralisação dos policiais penais federais, em todo o país, incluindo em Campo Grande, onde há um presídio federal. Não haverá atendimento de advogados, visitas e banho de sol dos custodiados.

Conforme nota divulgada pela FENAPPF (Federação Nacional dos Policiais Penais Federais), “há o risco concreto de entrega de cargos e chefias dos gestores em todo país”. Ainda de acordo com a federação, o motivo da paralisação é expressar indignação da categoria “da iminente regulamentação da Polícia Penal Federal ser feita sem a devida valorização, com perda real nos salários dos servidores policiais”.

Ainda conforme a nota, é esclarecida a desvalorização da categoria. “Vale ressaltar que custodiamos os criminosos mais perigosos do Brasil. Em nosso rol de atribuições, as escoltas terrestres e aéreas são referências na América Latina, e os serviços de inteligência penal subsidiam diversas operações policiais de grande impacto à sociedade”, diz trecho.

Em relação à entrega nacional de cargos e chefias, a consequência do DESGOVERNO do Sistema Penitenciário Federal poderá comprometer a dos estabelecimentos penais do país”, diz ainda a nota.

A federação finaliza o texto dizendo que espera do sensibilidade na garantia de regulamentação justa e digna.

Veja também

Últimas notícias