Paraguai e Brasil eliminam 965 toneladas de maconha em fazendas na fronteira de MS

Operação Nova Aliança XXXI conta com o apoio de agentes da Polícia Federal
| 30/04/2022
- 10:06
Paraguai e Brasil eliminam 965 toneladas de maconha em fazendas na fronteira de MS
Ação envolve helicópteros dos Brasil e do Paraguai (Foto: Senad)

Após dez dias de percorrendo fazendas no Departamento de Amambay, na fronteira com o Mato Grosso do Sul, agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do e da PF () do Brasil, conseguiram destruir 965 toneladas de maconha. A droga foi decetada em sua fase de produçã agrícola e também de secagem.

Durante a oiperação, as patrulhas entraram com helicópteros da Polícia Federal e da Força Aérea da Paraguaia em 271 hectares de cultivos de maconha, principalmente em fase de colheita. Além disso, 155 campos de drogas foram desmantelados com mais de 152 toneladas de drogas prontas dentro deles.

As incursões concentraram-se em vastas áreas arborizadas de localidades como San Luís, Cerro Corá, Cerro Sarambí, entre outras, pontos de cultivos ilícitos. Segundo os correnadores da operação, o toptal de maconha retirada de circulação gerou uma perda para o narcotráfico estimada em 29 milhões de dólares.

A Nova Aliança XXXI é concedida no âmbito de uma série de operações conjuntas entre a SENAD e a Polícia Federal desde o ano de 2014, por meio da cooperação entre os dois órgãos. “A responsabilidade compartilhada na luta contra um flagelo transnacional é a base desta aliança”, explica uma nota divulgada pela Senad, que ressalta que essas ações já causaram danos materiais ao crime organizado de mais de 1.200 milhões de dólares.

Veja também

Além do armamento, policiais encontraram maconha na casa do preso

Últimas notícias