Operação contra ‘gananciosos’ cumpriu mandado em casa de policial aposentada de Campo Grande  

Policiais da ativa e aposentados integravam organização criminosa
| 25/04/2022
- 14:29
Operação contra ‘gananciosos’ cumpriu mandado em casa de policial aposentada de Campo Grande  
Dinheiro e armas foram apreendidos (Divulgação, Gaeco)

Casa de uma policial civil aposentada, de 59 anos, foi alvo de buscas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) nesta segunda-feira (25). Ela é um dos alvos da Codicia — que significa ganância — contra uma organização criminosa formada por servidores da de Mato Grosso do Sul, da ativa e aposentados.

Mandado de busca foi cumprido na Rua Tuiuti, na Vila Renó. No local, os agentes encontraram 15 cartuchos de munições calibre 38. A policial civil aposentada não estava no local e, conforme a polícia, estaria em viagem para o Paraná. Ela responderá pela posse irregular de arma de fogo.

Outro alvo da operação foi um policial civil de 59 anos, também aposentado, morador em Ponta Porã. Na residência dele, no Parque Ipês, equipe do Gaeco apreendeu uma pistola Taurus, calibre .380, com registro vencido. Ele também responderá por posse irregular de arma de fogo.

Operação contra policiais civis

A operação realizada nesta segunda-feira cumpriu mandados contra policiais aposentados e da ativa, que agiam criminosamente na região de Ponta Porã. As investigações tiveram início em maio de 2021, quando agentes teriam recebido vantagem indevida por meio de PIX, para devolverem um caminhão apreendido ao proprietário.

Além disso, um escrivão é acusado de retirar do depósito da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã drogas apreendidas. Ele repassava para os comparsas, que então revendiam o entorpecente. Não foi relatada a quantidade de droga ou valores obtidos pela organização criminosa.

Conforme o Gaeco, foram cumpridos 8 mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária, além de um mandado de medida cautelar alternativa à prisão e 16 mandados de busca e apreensão. Batalhão de Choque e Corregedoria da Polícia Civil também atuaram na ação.

Veja também

Últimas notícias