Mulher é presa por envolvimento em latrocínio que vitimou brasileiro no Paraguai

O filho dele, Anderson Chiciuc, 37, também foi esfaqueado mas não sofreu ferimentos graves
| 22/01/2022
- 01:09
Mulher é presa por envolvimento em latrocínio que vitimou brasileiro no Paraguai

Uma mulher identificada como Josefina Gayoso, de 28 anos, foi presa apontada por envolvimento no latrocínio que vitimou o brasileiro João Chiciuc Filho, de 65 anos, na cidade de Yby Yaú, Departamento Concepción, no Paraguai. O filho dele, Anderson Chiciuc, 37, também foi esfaqueado, mas não sofreu ferimentos graves.foto H8NhCdz

Ela foi presa nesta quinta-feira (20), no Bairro Bernardino Caballero, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha à sul-mato-grossense Ponta Porã, na fronteira entre os dois países.

A cidade de Yby Yaú fica a aproximadamente 106 quilômetros de Ponta Porã. O crime aconteceu no final de outubro e João Chiciuc Filho, que foi transferido para a Santa Casa de Campo Grande, morreu no dia 1° de janeiro deste ano. João Chiciuc reagiu a um assalto que ocorreu na casa do filho e acabou sendo esfaqueado no peito.

No dia do assalto, dois homens invadiram a casa e fizeram a família refém, entre elas, a esposa do idoso. João então reagiu ao assalto e foi esfaqueado. Do local, os bandidos fugiram levando dinheiro e outros pertences.

Josefina foi localizada após inserir um chip telefônico em um dos celulares roubados. Ela disse à polícia paraguaia que o chip foi entregue ao seu cunhado, Carlos Salinas Acosta, 20, segundo o site ABC Color. Carlos foi preso junto com Damián Herrera González, 22, no último dia 12, em Pedro Juan Caballero. Os dois, junto com Merced Daniel Herrera, 28, preso no dia 14 de janeiro, em Cruce Bella Vista, seriam os autores da morte do brasileiro, de acordo com a polícia.

Casa onde ocorreu o na cidade de Yby Yaú

 

Veja também

Últimas notícias