Motorista que atropelou e matou radialista se apresenta à polícia e não fala em depoimento

| 18/04/2022
- 23:23
Motorista que atropelou e matou radialista se apresenta à polícia e não fala em depoimento
O radialista morreu vítima de atropelamento em Corumbá (Foto: arquivo pessoal)

O motorista que atropelou e matou o radialista Ronaldo Ney Pinto de Santana, de 67 anos, permaneceu calado durante depoimento à Polícia Civil, nesta segunda-feira (18), em Corumbá, cidade a 444 quilômetros de Campo Grande. Após atropelar o radialista, o condutor fugiu sem prestar socorro, na madrugada do último sábado (16). Como já estava fora do período de flagrante, ele se apresentou com um advogado e e foi liberado.

Acidente

O radialista morreu vítima de atropelamento em Corumbá, no momento em que andava de bicicleta e foi atingido por um carro e o motorista fugiu do local.

Consta no registro policial que, por volta das 6 horas, Ronaldo andava de bicicleta quando foi atingido por um Onix de cor escura. A vítima chegou a ser socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Ele sofreu fraturas pelo corpo e grave afundamento no tórax. O caso foi registrado como deixar de prestar socorro e praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor.

Veja também

Últimas notícias