Morador é ameaçado por vizinhos armados após acusação de roubo em Campo Grande

Autores estavam todos armados e teriam efetuado um disparo de arma de fogo quando estavam dentro de uma caminhonete
| 21/05/2022
- 08:59
Morador é ameaçado por vizinhos armados após acusação de roubo em Campo Grande
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Um de 59 anos procurou a polícia após ser ameaçado por três homens que o acusaram de ter pegado dois pavões em uma propriedade rural no bairro Chácara Santa Maria, em Campo Grande. Os autores estavam todos armados e teriam efetuado disparos de arma de fogo quando estavam dentro de uma caminhonete.

A vítima que mora em uma chácara próximo ao aeroporto Santa Maria, há 12 anos, relatou que há cerca de dois meses um homem com cerca de 35 anos mudou para uma propriedade próximo a sua.

Ele conta que há 15 dias o vizinho foi até a sua propriedade e perguntou se ele havia visto um pavão que sumiu da sua residência, mas a vítima teria respondido que não. O homem contou em depoimento que, nessa sexta-feira (20), o vizinho retornou até a sua propriedade e teria dito querer conversa algo desagradável.

O estava na companhia de outros dois homens, e que todos estariam armados, com revólver na cintura, relato a vítima. Momento em que ambos começaram a discutir, onde o vizinho teria dito que sumiu outro pavão e que um funcionário dele teria visto a vítima andando na beira de sua cerca.

O homem disse que passou o dia fora de sua propriedade e que não estava ali para passar próximo a sua cerca e que não sabe dos pavões que sumiram. Durante a discussão a vítima disse que iria acionar a polícia, pois estava sendo ameaçado por eles injustamente, foi quando o vizinho disse que a polícia não resolve nada ali que eles mesmo resolvem.

Após a vítima dizer que iria ligar para a polícia, o autor e os sujeitos que estavam com ele entraram em um carro branco com carroceria e a vítima entrou para sua propriedade. Foi quando o vizinho, já de dentro do carro, teria dito: "Você da parte de mim, mas daí some daqui porque à noite venho te matar" e, em seguida, teria feito um disparo de arma de fogo e foi embora.

A Polícia Militar foi acionada e no local foram até a propriedade do autor. Durante conversa, eles negaram aos policiais possuírem armas ou que houve um disparo de arma de fogo.

A vítima contou aos policiais que, frequentemente, ouve barulhos de tiros na propriedade do autor, geralmente na parte da tarde. Caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol, como ameaça e disparo de arma de fogo. Fato é investigado.

Veja também

Dois presos fugiram do Centro Penal Agro-Industrial Gameleira, nesta domingo (26), em Campo Grande. De...

Últimas notícias