Mentor do ataque que matou filha do governador é transferido da fronteira de MS

Diego Alexis Vasquez Martinez, conhecido como Burro, foi preso na última sexta-feira
| 21/02/2022
- 12:30
Diego é um dos quatro envolvidos no ataque de 9 de outubro
Diego é um dos quatro envolvidos no ataque de 9 de outubro - Senad

O paraguaio Diego Alexis Vasquez Martinez, conhecido como Burro, foi transferido no último sábado para a Penitenciária Regional de Concepción. Ele foi preso na sexta-feira (18) em após ser apontado como um dos mentores da execução de Haylée Carolina Acevedo Yunis, filha do governador de Amambay.

No ataque em que morreu Haylée Acevedo, também foram assassinadas  Kaline Reinoso, 21, Rhamy Jamilly Borges de Oliveira, 18, e Omar Vicente Álvarez Grance, 32, conhecido como “Bebeto”. A transferência de Burro foi determinada pela Justiça para garantir a segurança do acusado, que pode fornecer mais informações sobre o crime.

Dos quatro pistoleiros que cometeram o quádruplo homicídio em 9 de outubro em Pedro Juan Caballero, um já foi morto, dois estão presos e outro ainda não foi identificado, segundo a Polícia. 

Um relatório investigativo enviado pela Polícia ao Ministério Público em 17 de outubro do ano passado identificou inicialmente três dos quatro autores materiais do ataque e detalhou as funções que cada um teve no crime.

Veja também

Últimas notícias