O funcionário de um bar do Centro de Campo Grande, de 30 anos, preso após furtar um barril de chope de 50 litros, teve liberdade provisória concedida em audiência de custódia nesta quarta-feira (13). O valor do produto é de R$ 530 e ele confessou já ter furtado outros itens anteriormente.

A proprietária e o gerente do bar desconfiaram das mercadorias em estoque no restaurante, e decidiram acompanhar pelas câmeras de segurança o trabalho dos funcionários. Na manhã desta terça-feira, quando foi feita uma entrega de barril de chope, um dos funcionários determinou que o entregador deixasse um barril no porta malas de um VW Gol.

Ele foi abordado pelos superiores, e confessou que estava passando por dificuldades financeiras e tentaria revender o barril. A Polícia Militar foi acionada e o suspeito ainda confessou ter furtado 15 kg de carne e outro barril de chope, mas acabou devolvendo em seguida.

Em depoimento na delegacia, ele disse que é funcionário do bar há quatro meses e ocupa a função de estoquista, não dando maiores informações sobre o ocorrido. Ele preferiu ficar em silêncio.