Polícia

Funcionário público acusado de estuprar filha de amigos é condenado à prisão em MS

Menina de 5 anos contou para mãe sobre estupro quando trocava de roupa

Thatiana Melo Publicado em 12/01/2022, às 08h51

None
(Ilustrativa)

A defesa de um funcionário público de 57 anos, morador de uma cidade de Mato Grosso do Sul, tentou pela absolvição e também pela desclassificação do crime para importunação ofensiva ao pudor, após o homem ser acusado de estuprar uma menina de 5 anos. A criança é filha de um casal de amigos do acusado.

A menina foi abusada pelo funcionário público quando deixada na residência do casal de amigos, já que ela precisava trabalhar. A criança ficou no local por cerca 3 horas, quando aconteceu o crime. A mãe da vítima soube do abuso quando experimentava roupas que havia comprado na filha. 

Segundo a menina, o autor havia passado as mãos em suas partes íntimas. Consta nos autos, que a esposa do funcionário público ao saber do crime tomou veneno. O homem acabou preso e condenado a 9 anos e 4 meses em regime fechado, podendo recorrer em liberdade.

A defesa tentou a absolvição alegando falta de provas, como também a desclassificação do crime para importunação ofensiva ao pudor. Mas, a Justiça negou o recurso em dezembro de 2021. 

Jornal Midiamax