Conta usada por jovem para fraudar pagamento de cirurgias plásticas não era movimentada há meses

Marido teria dito em ligação que não tinha dinheiro para arcar com o custo
| 25/05/2022
- 17:33
Conta usada por jovem para fraudar pagamento de cirurgias plásticas não era movimentada há meses
Foto: Henrique Arakaki, Midiamax

Funcionário do banco que a jovem de 21 anos teria fraudado comprovante de depósito para dar golpe em uma clínica de cirurgias plásticas, de Campo Grande, disse que a conta não era movimentada há meses. Ela foi levada para a delegacia nesta quarta-feira (25), após fazer cirurgias que custaram R$ 45 mil e não pagar.

Os procedimentos cirúrgicos de lipoescultura e enxerto nos glúteos duraram aproximadamente 8 horas. A jovem, que é do Tocantins, teria apresentado os comprovantes de depósitos bancários para uma das enfermeiras da clínica, demonstrando o pagamento.

No entanto, após a a clínica identificou que o valor não foi compensado. Polícia Militar foi acionada e a jovem relatou que não sabia o motivo do pagamento não ter ocorrido. Ela ainda disse que fez a transferência por TED.

A jovem chegou a telefonar para o marido, que estava em um hotel em Campo Grande e, durante a ligação, o homem teria dito que não tinha dinheiro para “cobrir a quantia da cirurgia”, de R$ 45 mil.

Em seguida, a suspeita ligou novamente para o marido, o tranquilizando e dizendo que tinha conseguido fazer a cirurgia e que estava bem, que iria arcar com as responsabilidades jurídicas e nada aconteceria com ele.

O da clínica entrou em contato com o funcionário do banco em que a jovem disse que tinha a conta. Em verificação, ele identificou que a conta não era movimentada há meses. A jovem acabou levada para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, por equipe do Corpo de Bombeiros.

A jovem responderá por estelionato e o caso está em investigação.

Veja também

Últimas notícias