'Casal do crime' é preso uma semana após roubar moto em plena luz do dia

Homem de 24 anos foi preso primeiro, já a mulher de 29 anos foi presa em seguida
| 13/05/2022
- 14:13
'Casal do crime' é preso uma semana após roubar moto em plena luz do dia
(Foto: reprodução/Diário Corumbaense)

Um casal suspeito de roubar uma motocicleta em plena luz do dia em Ladário, a 426 quilômetros de Campo Grande, foi preso pela Polícia Civil. O homem de 24 anos foi primeiro, já a mulher de 29 anos foi presa em seguida em uma casa no bairro Cristo Redentor.

Segundo informações do site Diário Corumbaense, o homem era monitorado por tornozeleira eletrônica, mas havia rompido o equipamento. Ele era considerado foragido.

A mulher, que estava pilotando a moto de apoio no roubo, foi presa em flagrante, em uma casa no bairro Cristo Redentor, por tráfico de drogas. No imóvel, foram apreendidos cerca de 2,4 kg de maconha, além de petrechos para o preparo do entorpecente.

O delegado Luca Venditto, de Ladário, disse que o autor, após ser preso, confessou o roubo da moto, mas a mulher nega a participação.

“O homem é reincidente no roubo de moto, ele já havia sido preso ano passado, em setembro, quando teve participação no crime com mais duas pessoas. Ele foi condenado a oito anos de prisão, mas foi colocado em liberdade com monitoramento de tornozeleira em abril, quando rompeu o equipamento e voltou a cometer roubo. A mulher nega ser comparsa dele, mas a aponta que ela estava com o indivíduo durante o roubo da em Ladário”, explica o delegado ao site.

O homem permaneceu preso por romper a tornozeleira eletrônica, enquanto a mulher foi presa em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

O caso

Um casal armado em uma motocicleta abordou uma mulher de 21 anos que havia acabado de chegar do trabalho e levou sua moto, uma Honda XRE 300, na tarde do dia 4 de maio, em Ladário, a 426 quilômetros de Campo Grande.

A vítima havia estacionado a moto na rua Riachuelo, momento em que um casal chegou e parou a moto em frente à vítima, o garupa desceu e anunciou o assalto. Algumas pessoas presenciaram o roubo.

Ele teria rendido a vítima e mandou ela descer do veículo. Sem esboçar nenhuma reação, a vítima desce tranquilamente e o criminoso sobe na moto, dá a partida, espera a comparsa sair e foge.

Na ação, a moto era conduzida por uma mulher, que segundo a vítima, a todo momento falava: "atira nela, atira nela", contou. Autor estava com uma arma de fogo.

O caso foi registrado como roubo majorado pelo concurso de pessoas e roubo majorado se a violência ou ameaça é exercida com emprego de arma de fogo.

Veja também

Vítima conseguiu pedir ajuda ao seu enteado e cancelar o cartão somente após as compras

Últimas notícias