Polícia

Assassino de cabeleireira segue foragido e sem data para se apresentar na delegacia

A vítima foi baleada na frente dos filhos e o suspeito que se apresentaria na delegacia ‘desapareceu’

Vítima foi assassinada com um tiro na cabeça no último dia 12 de dezembro.
Vítima foi assassinada com um tiro na cabeça no último dia 12 de dezembro. - Reprodução Facebook

O suspeito de assassinar a cabeleireira Jackeline Aparecida de Souza Galvão, de 37 anos, segue foragido e agora sem data para se apresentar na Delegacia, mesmo após 20 dias de ter cometido o crime. Ele atirou na cabeça da vítima, no dia 12 de dezembro de 2021, em Nova Alvorada do Sul, município distante aproximadamente 120 quilômetros de Campo Grande.

Nesta segunda-feira (3), a equipe de reportagem do Midiamax entrou em contato com a Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul e foi informada que o suspeito ainda está foragido e os policiais seguem fazendo buscas para encontrá-lo.

Logo após o crime, o advogado do suspeito chegou a dizer que seu cliente se apresentaria na delegacia na mesma semana dos fatos, mas a apresentação não aconteceu e mesmo após 20 dias de ter cometido o feminicídio o assassino de Jackeline ainda não se encontra atrás das grades.

“Não temos uma data para a apresentação. Espero que seja em breve assim como ele estava querendo logo no começo”, disse ao Jornal Midiamax, Acrísio Venâncio, advogado do suspeito.

Crime

O crime aconteceu na madrugada do dia 12 de dezembro de 2021. Inicialmente, a suspeita é de que o suposto autor não aceitava o fim do relacionamento com a vítima. Além de atirar em Jackeline, ele ainda teria tentado atirar contra o filho dela, de 10 anos. A filha, de 20 anos, entrou na frente para defender a criança e foi atingida no braço.

Jackeline foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Nas redes sociais, familiares e amigos pedem informações sobre o suspeito, para que ele seja encontrado e preso. “Estou sem chão, você é minha vida, como vou conseguir sem você?”, publicou a filha de Jackeline nas redes sociais.

Jornal Midiamax