Acusado em morte de borracheiro se apresenta e diz que não sabia que amante era casada

Crime aconteceu em Dourados no dia 14 de fevereiro
| 06/04/2022
- 13:15
Acusado em morte de borracheiro se apresenta e diz que não sabia que amante era casada
Rapaz se apresentou no SIG de Dourados (Foto: Adilson Domingos)

Bruno José Feliciano, de 21 anos, que estava sendo procurado pelo SIG (Setor de Investigação Geral) por envolvimento na morte do borracheiro Douglas Novaes Rocha, de 27, na madrugada de 14 de fevereiro de 2022, em Dourados, se apresentou à polícia nesta quarta-feira (6).

Segundo o advogado Júlio Montine Neto, Bruno confirmou o relacionamento amoroso com Mayra de Lima Luna, de 22 anos, mas disse que não sabia que ela era casada. A defesa, durante conversa com jornalistas, relatou ainda que o cliente tem medo de sangue e que, quando chegou à da amante, Douglas já estava morto.

“Mayra dizia para Bruno que era separada. No dia do fato, ela foi até a conveniência onde ele trabalhava, e pediu para ele ir até a casa dela, pois morava com os pais e estava sozinha. Ao abrir a porta, ele viu Douglas caído e Mayra começou a gritar por ajuda. Ela abriu o capô do e colocaram a vítima. Ele achou que fosse socorrer, e no caminho para o hospital, Mayra disse que tinha matado Douglas e que iria jogar o corpo”, declarou o advogado.

Ainda segundo o advogado do acusado “Bruno entrou em desespero, pois tem medo de sangue. Tanto que ele não sabe onde deixaram o corpo, porque se perderam pelo caminho”. Ao ser questionado sobre a fuga do cliente, a defesa relatou que Bruno é “um menino novo e nunca se deparou com uma situação dessas”, por isso ficou em desespero e entrou em choque.

Conforme declarações do advogado, o acusado, que estava foragido desde que a prisão preventiva foi decretada, disse que após se livrarem do corpo, que foi jogado em um local abandonado, Mayra ainda convidou o rapaz para pernoitar com ela. Segundo a defesa, ele estava no Paraná.

Veja também

Últimas notícias