Acusado de matar ‘Pelicano’ a facadas se apresenta em delegacia e alega legítima defesa

Ele contou que foi xingado pela vítima e se alterou
| 11/05/2022
- 15:50
Acusado de matar ‘Pelicano’ a facadas se apresenta em delegacia e alega legítima defesa
No vídeo, aparece o autor e vítima, que inclusive tem uma das pernas amputadas, conversando em frente ao mercado (Via WhatsApp)

Na tarde desta quarta-feira (11), de 50 anos acusado do homicídio de Adilson Manoel Pinto, de 42 anos, o ‘Pelicano’ se apresentou na Delegacia de Polícia Civil em Naviraí, cidade a 367 quilômetros de Campo Grande. Ele confessou o crime e alegou que agiu em legítima defesa.

Conforme o delegado responsável pelo caso, Edson Ubeda, o autor foi identificado logo após o crime, mas não foi encontrado. Foi feito contato com o filho dele e o então procurou a delegacia para se apresentar.

Ouvido, o homem contou que foi ao mercado, onde já tinha trabalhado, para afiar uma faca. Na saída, acabou tendo uma discussão com Adilson Manoel, após ser xingado. No relato ao delegado, ele ainda alegou que a vítima teria dito que ia atirar.

Em seguida, Adilson teria feito menção de sacar uma arma, também conforme o relato do autor. Ele então atingiu a vítima com facadas e, inclusive, disse lembrar apenas do primeiro golpe.

Após ser ouvido, o autor foi liberado e se comprometeu a se apresentar durante o andamento das investigações.

Morte a facadas foi filmada

Nas imagens, aparecem o autor já identificado, de 50 anos, e Adilson, que inclusive tem uma das pernas amputadas, conversando em frente ao mercado. O autor está bebendo algo, deixa o copo em cima da mesa, pega a faca na cintura e efetua um golpe contra o abdômen da vítima que cai ao solo.

Já caído, Adilson é esfaqueado por mais de dez vezes. Corpo de Bombeiros foi acionado, porém a vítima morreu no local. Adilson não portava nenhum documento pessoal e foi identificado posteriormente. A Polícia Militar foi acionada e o caso registrado na delegacia da cidade

Veja também

Últimas notícias