Acusado de manter a esposa em cárcere é solto e vai pagar pensão de R$ 200 para filhas

Ele negou os crimes e disse que ‘apenas’ agrediu a mulher
| 11/07/2022
- 13:59
Acusado de manter a esposa em cárcere é solto e vai pagar pensão de R$ 200 para filhas
Caso foi registrado na Deam - Foto: Henrique Arakaki/Midiamax

Detido em flagrante na noite da última sexta-feira (8), homem acusado de manter a esposa de 24 anos em cárcere privado foi liberado provisoriamente na audiência de custódia, nesta segunda-feira (11). Ele deve se manter afastado da residência da família.

Conforme a decisão do juiz, o homem foi liberado, sendo aplicada medida cautelar de afastamento imediato do lar, devendo manter distância de 300 metros da . Além disso, ele deve pagar pensão de R$ 200 para cada filha.

No interrogatório na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), ele chegou a dizer que teve uma discussão com a esposa e deu um tapa no rosto da mulher, mas negou ameaças, socos ou chutes. Após a briga, a mulher teria saído da casa e voltado horas depois com a polícia, segundo relato do marido.

Preso por cárcere privado

A mulher, de 24 anos, relatou à polícia que fugiu de casa com as filhas de 1, 3 e 7 anos. A polícia foi acionada depois que populares viram a mulher pedindo por socorro na frente de uma farmácia, desnorteada, suja e com às três meninas.

Quando os militares chegaram, ela contou que era mantida trancada em casa e que só podia ir até o portão com a permissão do marido, que ainda ficava cuidando. Foi questionado o porquê da magreza excessiva da mulher, que respondeu que estava passando fome junto das filhas em casa.

Ela ainda revelou que o marido sempre a ameaçava com duas facas dizendo que iria matá-la. Naquela sexta-feira, a vítima aproveitou para fugir do companheiro quando ele dormiu. A polícia foi até a casa indicada pela mulher e encontrou o autor dormindo em um sofá, sendo ele e levado para a delegacia.

Na casa, os policiais encontraram um ambiente desumano para a sobrevivência, com muita sujeira, baratas pela casa, comida podre. Havia também roupas sujas espalhadas pela casa e apenas água na geladeira.

 A vítima contou que nessa sexta havia sido violentada pelo marido que começou uma discussão com ela devido a ciúmes de um amigo dele. O casal está junto há 7 anos.

Veja também

Últimas notícias