Investigadores colombianos seguem em busca de pistas de mandantes do assassinato de procurador

Com cinco pessoas presas e quatro delas condenadas, caso ainda não foi concluído
| 11/07/2022
- 06:46
Investigadores colombianos seguem em busca de pistas de mandantes do assassinato de procurador
Promotor estava em lua de mel, quando foi executado (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Uma equipe de Integrantes do Corpo Técnico de Inteligência da Promotoria da deve chegar o Paraguai ao Paraguai nos próximos dias para dar continuidades às investigações do atentado que matou o procurador Marcelo Pecci, que estava em viagem de lua de mel. O principal objetivo agora é encontrar os possíveis mandantes da execução.

A chegada dos investigadores colombianos estava prevista para este domingo (10), mas fontes do Ministério Público indicaram que houve um atraso. Segundo informações do Procurador Geral da Colômbia, Francisco Barbosa a entra em uma nova fase, uma vez que cinco dos seis autores meterias já estão presos.

Além dos peritos, mais duas autoridades ligadas ao Ministério Público colombiano e também à polícia devem compor a equipe. As investigações sobre o assassinato de Marcelo Pecci são acompanhadas pelos procuradores de Assuntos Internacionais Manuel Doldán e também pela promotora de crime organizado do Paraguai, Alicia Sapriza.

Ainda segundo informações da Polícia Colombiana, o sexto envolvido no atentado ainda não foi localizado. Entretanto, cinco pistoleiros que participaram da execução já estão. Quatro deles já foram condenados a 23 anos de prisão.

Veja também

Um rapaz de 18 anos aproveitou que seus pais estavam viajando e levou uma criança,...

Últimas notícias