Polícia

Vítima de acidente aos 27 anos, Jackeline vai ser lembrada por amigos como mãe maravilhosa

Ela deixa um filho de 3 anos de idade

Renata Portela Publicado em 12/04/2021, às 14h18

Jackeline foi vítima de acidente de trânsito
Jackeline foi vítima de acidente de trânsito - (Reprodução, Facebook)

“Incrível, uma menina de bem com a vida. Aquela amiga parceira”, essas são as palavras de Carolina Sansi, amiga de infância de Jackeline da Silva Lima, que faleceu aos 27 anos na manhã desta segunda-feira (12). Jackeline pilotava uma Biz pela Avenida Mato Grosso, quando sofreu o acidente no cruzamento com a Rua Bahia.

Carolina contou ao Midiamax que conhecia Jackeline desde a infância, quando começaram a estudar no mesmo colégio e também viviam no mesmo bairro, no Estrela do Sul, onde cresceram. Juntas, elas integravam um grupo de 5 amigas, que com o passar dos anos acabou se afastando, já que cada uma foi morar em um lugar diferente, mas nunca deixaram de se falar.

Jackeline deixa o filho de 3 anos, que segundo a amiga, era tudo para ela. “Como mãe, ela era maravilhosa. Ela sempre foi muito esforçada e sempre correu atrás dos seus objetivos”, disse a amiga. Uma menina de bem com a vida e parceira, Jackeline era aquela amiga ‘avoadinha’ da turma, lembra Carolina. “Tínhamos que explicar 10 vezes a mesma coisa para ela. Mas o coração dela era enorme, o que ela podia fazer para te ajudar, ela fazia”.

Para Carol, Jackeline vai ser lembrada como uma menina linda, de coragem enorme e que, agora, fará muita falta.

O acidente

A colisão entre a Honda Biz conduzida por Jackeline e um Virtus aconteceu no início da manhã, no cruzamento da Avenida Mato Grosso, por onde seguia a vítima, e a Bahia. De acordo com a Polícia de Trânsito o motorista do Virtus chegou a ser submetido ao teste de bafômetro, que teve resultado negativo.

Perícia e Polícia Civil, além do Corpo de Bombeiros, também estiveram no local do acidente. Segundo a polícia, foi constatado pelas câmeras de filmagens de estabelecimentos comerciais que a vítima teria avançado o sinal vermelho. Além disso, Jackeline não teria habilitação para conduzir motocicleta, apenas carro.

Com a batida entre a moto e o carro, a vítima foi arremessada a aproximadamente 10 metros e caiu na esquina. Jackeline teve vários ferimentos graves e equipes dos bombeiros tentaram reanimação por aproximadamente 40 minutos, mas ela não resistiu.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Jornal Midiamax