Polícia

VÍDEO mostra membros do PCC durante assalto e execuções em conveniência de MS

Confronto nesta terça-feira (29) acabou com dois mortos e um preso

Thatiana Melo Publicado em 30/06/2021, às 06h36

None
(Reprodução)

Imagens de câmeras de segurança de um estabelecimento comercial em Dourados a 225 quilômetros de Campo Grande mostram a ações dos membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) durante um assalto ao local. 

Nas imagens é possível ver quando os dois criminosos invadem a conveniência armados com uma espingarda, sendo a mesma arma apreendida pelos policiais durante o confronto que acabou na morte de Ayslan Cleismar de 21 anos, conhecido como ‘7.62’ e Wanderson Douglas de 24 anos, conhecido como ‘Risadinha’.

Os funcionários da conveniência são ameaçados pelos criminosos que a todo o tempo apontam armas para as vítimas. Um deles vai até o caixa e exige o dinheiro do local. Ele está com uma mochila nas costas. O comparsa anda de um lado para o outro dentro do comércio fazendo ameaças.

Mortos em confronto e prisão de 1

Ayslan Cleismar de 21 anos conhecido como ‘7.62’ e Wanderson Douglas de 24 anos conhecido como ‘Risadinha’ mortos em confronto com a polícia de Dourados a 225 quilômetros de Campo Grande, nesta terça-feira (29) tinham várias passagens pela polícia que iam de tráfico de drogas a homicídios. 

Os dois foram mortos ao trocarem tiros com equipes do Batalhão de Choque que foi até a cidade para coibir represálias da organização criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) após as operações da Narco Brasil, que resultou em prisões e em incêndios provocados na última semana na cidade de Ivinhema, onde sete pessoas acabaram presas.

Mateus da Costa de 18 anos, conhecido como ‘Matemático’ acabou preso após ser encontrado escondido em uma escola abandonada. Ele confessou a polícia que as drogas e celulares encontrados com ele seriam arremessados para dentro do presídio. Mateus ainda disse ter a função de dar apoio a facção levando armas e drogas. Ainda segundo a confissão de ‘Matemático’, ele também seria um dos autores do roubo contra um motoentregador ocorrido recentemente, onde sua atribuição foi de atrair a vítima facilitando a execução do crime.

Passagens 

Ayslan tinha várias passagens por tráfico de drogas, associação criminosa, furto, homicídio, porte ilegal de aram, sendo um total de 13 passagens. Já Wanderson tinha diversas passagens por tráfico de drogas e associação criminosa. 

Foram apreendidos nove celulares, sete porções de maconha que pesaram 1,590 quilos, uma arma de fogo tipo espingarda calibre 32 usada em um assalto.

Jornal Midiamax